09/11/2017 às 09h10 - Periscópio

Para que celeuma?

Luciano Bispo (PMDB), afirmou que o projeto do Governo estadual foi uma solução encontrada para os servidores receberem o 13º

Por: JornaldaCidade.Net

Para esta coluna, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luciano Bispo (PMDB), afirmou que o projeto do Governo estadual foi uma solução encontrada para os servidores receberem o 13º. “Não sei o porquê dessa celeuma de uma coisa que já foi feita por dois anos. Deu certo das outras vezes e, o mais importante, atendeu aos anseios dos servidores”, comentou.

 

Só observa 1

Ainda com a coluna, o deputado Luciano Bispo comentou sobre a “novela” política em Itabaiana referente ao rompimento do prefeito Valmir de Francisquinho (PR) e a deputada Maria Mendonça (PP), ocorrido no mês passado, após a eleição na Câmara Municipal. “Eles se merecem. Eu digo há mais de dez anos que Valmir é um mentiroso e marqueteiro. Eles estão lá brigando porque se merecem”, disse.

 

Só observa 2

Além disso, Luciano opina: “Levaram o tempo todo enganando o povo de Itabaiana e contando história. Essa briga deles tem 20 anos que vejo. Eles se merecem. Eu só faço observar”.

 

Pacatuba

O deputado Luciano Pimentel (PSB) solicitou ao governador Jackson Barreto (PMDB) a reforma do Poço de Abastecimento do Povoado Aragão, localizado em Pacatuba. Segundo ele, a medida visa atender a população da região e está dentro do dever do Estado possibilitar condições básicas de vida.

 

PL advocacia

O vereador Iran Barbosa (PT) apresentou projeto de lei que suspende o curso do prazo processual dos processos administrativos, no âmbito do município de Aracaju, nos dias compreendidos entre 20 de dezembro e 20 de janeiro (período correspondente ao recesso forense). A propositura foi aprovada ontem em redação final na Câmara.

 

Reação 1

Do senador Antônio Carlos Valadares (PSB) sobre comentários em torno da liberação de verbas da CEF para Sergipe: “Nunca falei com o deputado André Moura – que tem adotado, assim como toda a bancada sergipana, uma atitude de coerência em defesa do Estado –, para barrar o empréstimo que o Governo pleiteia junto à Caixa. Fiel aos meus princípios, as minhas opiniões em relação a esse tema foram dadas de forma aberta, antes da aprovação pela Alese, e são do conhecimento público. Não tenho, não pretendo manter qualquer entendimento, mesmo por interveniência de terceiros com o governo Temer, a quem faço oposição no Senado, para prejudicar projetos de Sergipe”. 

 

Reação 2

E continua: “Por outro lado, defendo que, sendo a Caixa Econômica uma instituição bancária de natureza púbica, a concessão de qualquer empréstimo deveria ficar condicionada à plena observância de critérios técnicos e nunca levar em conta interesses políticos ou partidários. Eu já alertei em entrevista que esse pedido de empréstimo poderia ser mais uma tramoia do governo JB para colocar na parede membros da oposição. É o discurso que estão buscando para encobrir a incompetência e se colocarem no papel de vítima, como sempre fizeram. Até quando, Sergipe?”.


Carcinicultura 1

O projeto de lei nº 183/2017, referente à Política Estadual da Carcinicultura, estava na pauta de votação de ontem na Assembleia Legislativa, mas foi retirada por recomendação do Ministério Público Federal em Sergipe (MPF). O ofício do pedido foi encaminhado para o presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo (PMDB).

 

Carcinicultura 2

O documento, assinado pela procuradora da República Lívia Tinôco, ressalta que o projeto não foi debatido pelos órgãos ambientais do Estado, como a Administração Estadual do Meio Ambiente e a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Além disso, numa primeira análise, o MPF já identificou várias inconstitucionalidades e inconformidades que poderão levar à judicialização caso o projeto seja aprovado.

 

Esquerda 1

Os partidos que costumam se unir na tradicional Frente de Esquerda, PSTU, PCB e PSOL, informam à coluna que são aliados sempre. “Construímos no dia a dia diferentes mobilizações em torno da defesa dos direitos de nossa classe, a classe trabalhadora. Inclusive, no próximo dia 10 de novembro estaremos juntos construindo o dia nacional de lutas aqui em Sergipe”, informou a direção do PSOL.

 

Esquerda 2

Do ponto de vista eleitoral, os partidos estão construindo e iniciando o diálogo entre si, para construção de um programa e tática eleitoral para o próximo ano. “O PCB já sinalizou que fará parte da Frente de Esquerda, quanto ao PSTU, acreditamos que o partido ainda está realizando seu debate interno para tomar essa decisão, contudo, desde já, deixamos o convite para que o PSTU venha também compor conosco esta Frente no pleito eleitoral de 2018”, ressaltou.

 

CCs

Políticos do município garantem que a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro possui hoje 786 pessoas nomeadas em cargos comissionados. Eles custariam aos cofres públicos mais de R$ 1,5 milhão. As perguntas que a oposição faz são: eles batem ponto? Há espaço para tanta gente ir trabalhar, se todos fossem juntos? Com essa crise financeira, não dá para cortar um pouco esse número?

 
 
Rombo 1
Dando continuidade aos encontros com servidores para discutir o Planejamento Estratégico de Aracaju, o prefeito Edvaldo Nogueira se reuniu na manhã de ontem com os funcionários da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. O prefeito disse que além dos R$ 540 milhões de dívidas de curto prazo que herdou da administração anterior, e de problemas como o atraso dos salários dos servidores, crise do lixo, paralisação dos serviços de saúde e educação, está tendo que arcar com um déficit mensal de R$ 15 milhões na Previdência.
 
 
 
Rombo 2
“O que representa um rombo anual de R$ 180 milhões. Quando fui prefeito antes, fazíamos uma complementação de R$ 5 milhões. Este valor triplicou na gestão passada. Por isso, é preciso muito planejamento, contenção severa de gastos, foco e determinação. É como temos atuado, tanto é que somos a segunda capital do País em redução de gastos”, afirmou Nogueira.

Comentários

comments powered by Disqus