09/01/2018 às 09h11 - Periscópio

Valadares e Amorim disseram que seus partidos só irão se posicionar no tempo deles

Os senadores Eduardo Amorim (PSC) e Antonio Carlos Valadares (PSB) deram uma verdadeira enquadrada no deputado federal André Moura (PSC).

Por: JornaldaCidade.Net

Os senadores Eduardo Amorim (PSC) e Antonio Carlos Valadares (PSB) deram uma verdadeira enquadrada no deputado federal André Moura (PSC). O deputado havia anunciado que a oposição definiria até o final de janeiro quem seria o nome do grupo para disputar o governo. Parece que ele, também interessado em disputar o governo, quis forçar a barra. Mas Valadares e Amorim disseram que seus partidos só irão se posicionar no tempo deles. O recado é que André precisa “baixar a bola”.


 

Em janeiro

O líder do governo no Congresso Nacional, deputado federal André Moura (PSC), disse ontem, em entrevista radiofônica, que respeita a decisão do seu grupo em relação às candidaturas para 2018. “Ninguém constrói uma candidatura sem apoio do seu grupo político. Jamais irei impor candidatura. A partir desta semana começaremos uma série de reuniões com o agrupamento para tomar essa decisão e até o final de janeiro anunciaremos”, insistiu André.

 

Ministro em SE

No último fim de semana, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, esteve em Sergipe e percorreu alguns pontos do Estado. Sendo ciceroneado pelo deputado federal André Moura (PSC), líder do presidente Michel Temer (PMDB) no Congresso Nacional, o ministro sinalizou que já investiu no Estado cerca de R$ 19 milhões, entre 2017 e 2018.

 

Carnaval

Falando nesse investimento do Ministério da Cultura, o prefeito de Simão Dias, Marival Santana (PSC), contou para esta coluna que o município terá Carnaval custeado 100% pelo Governo Federal. “A proposta já foi aprovada e empenhada. Estão lá 11 bandas pagas pelo Ministério da Cultura. Tudo no valor de R$ 300 mil. A indicação do custeio do Carnaval foi feita pelo deputado André Moura”, contou.
 

Camarote com fuzil 1

No último domingo, um segurança foi flagrado com um fuzil em mãos dentro do camarote oficial da Prefeitura de Laranjeiras, durante o festival de artes do município. A foto viralizou nas redes sociais e chamou atenção pela “naturalidade” da cena.

 

Camarote com fuzil 2

Conforme nota divulgada pela Prefeitura de Laranjeiras, o episódio ocorreu e não causa estranheza. “Não estamos entendendo essa repercussão negativa. O fato deve ter ocorrido com o policial, ele deve ter subido ao camarote. Quem garante que a outra pessoa não era policial civil? O cara armado não era contratado para fazer segurança. A segurança estava uniformizada”, pontuou. 


Aproveitando
Inclusive, Marival disse ainda para esta coluna que, mesmo sendo do bloco da oposição, caso o cenário político coloque Valadares (PSB) e Belivaldo Chagas (PMDB) na disputa eleitoral, o voto dele está definido. “Numa situação onde tiver Valadares, eu prefiro Belivaldo. Eu não acompanho a votação do meu agrupamento não”, registrou.

Suecos em SE
Ontem, o vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB) recebeu empresários da Suécia em seu gabinete. O encontro foi registrado e divulgado no seu perfil pessoal no Twitter. “Começamos a semana muito bem, discutindo parcerias com investidores da Suécia! Recebi empresários para apresentar o potencial econômico do nosso Estado e estudar possíveis relações comerciais”, destacou.
 
Economia 1
O vereador Lucas Aribé (PSB) utilizou apenas 53,31% da verba para atividade do exercício parlamentar (Vaep) em 2017. Os outros 46,69% foram devolvidos à Câmara Municipal de Aracaju. Dos R$ 180 mil disponíveis em todo o ano, R$ 95.943,13 foram destinados ao pagamento de despesas e contratação de serviços, como prevê a Lei Municipal nº 4.678/15. Os outros R$ 84.056,87 retornaram aos cofres da Casa Legislativa.
 
Economia 2
“O respeito ao erário é um dever de todo cidadão e uma responsabilidade ainda maior para quem exerce o trabalho parlamentar. Eu fui eleito pelo povo para cuidar dos interesses do povo, portanto, nada mais natural do que agir com consciência e transparência. A população tem o direito de saber de que forma os seus representantes utilizam a verba que sai do bolso do contribuinte”, afirma Aribé.

Afago
Ao licenciar-se das atividades parlamentares, o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) praticamente faz apenas um afago ao seu suplente, o velho amigo e companheiro ex-vereador Elber Batalha. Isso porque Valadares iniciou o período da licença logo após o recesso parlamentar. Ele não foi o primeiro a fazer isso. Eduardo Amorim também o fez, para garantir a posse do seu então suplente, Laurinho da Bonfim. 

Cultura 1
Encerrando uma agenda de atividades e visitas em Sergipe, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, esteve na Secretaria de Estado da Cultura (Secult/SE), na manhã de ontem, para uma reunião com o secretário, João Augusto Gama, e sua equipe. Na reunião, o secretário apresentou dois importantes projetos que envolvem a cultura do Estado. 
 
Cultura 2
O primeiro foi o convênio com a Centrais Elétricas Sergipe (Celse), que financiará a reforma de três unidades da Secult: o Teatro Tobias Barreto, o Arquivo Público de Sergipe e a Biblioteca Pública Epiphânio Dória. O secretário informou ao ministro que as obras serão realizadas ao longo de 2018, proporcionando mais conforto, segurança e longevidade para os espaços culturais. “Essa foi uma grande conquista para a nossa cultura”, frisou.
 
Cultura 3
A segunda apresentação foi sobre o Encontro Nordestino de Cultura, um dos eventos juninos que mais movimenta artistas e as tradições da cultura junina em Sergipe. “O Encontro Nordestino é um evento muito importante, pois preserva a essência das festas juninas em Sergipe e da cultura do nosso povo. Por esta razão, é fundamental que ele continue vivo, e para isso o apoio do Governo Federal, sobretudo através do Ministério da Cultura, é muito importante”, ressaltou Gama, entregando o projeto de captação de recursos para 2018 ao ministro.

Comentários

comments powered by Disqus