23/03/2018 às 11h26 - Periscópio

Ulices Andrade fala sobre Fafen

O conselheiro Ulices Andrade, presidente do TCE, considerou um assunto mais político do que administrativo.

Por: JornaldaCidade.Net

TCE 1

Ontem, durante sessão do colegiado do Tribunal de Contas do Estado, os conselheiros decidiram discutir sobre o encerramento e fechamento das atividades da Fafen. Na oportunidade, a conselheira Susana Azevedo sugeriu que o órgão também se some à luta contra o fim da fábrica no Estado.

TCE 2

O conselheiro Ulices Andrade, presidente do TCE, considerou um assunto mais político do que administrativo. Contudo, assegurou que irá ver de que forma o Tribunal poderia atuar nessa questão e assim contribuir na somação de esforços. O colegiado determinou que na próxima quarta-feira, 28, após o encontro da bancada federal com o presidente Michel Temer (MDB), irá definir em reunião o que será feito.
 

O conselheiro Ulices Andrade, presidente do TCE, considerou um assunto mais político do que administrativo. Contudo, assegurou que irá ver de que forma o Tribunal poderia atuar nessa questão e assim contribuir na somação de esforços. O colegiado determinou que na próxima quarta-feira, 28, após o encontro da bancada federal com o presidente Michel Temer (MDB), irá definir em reunião o que será feito.

Relação política

Ontem, durante entrevista no programa “Jornal da Fan”, ao ser questionado sobre a relação política com o senador Antônio Carlos Valadares (PSB), o governador Jackson Barreto (MDB) disse não haver nenhum problema com o parlamentar. “A gente já está ficando velho para ficar brigando. Eu encontrei com ele em Brasília e agradeci a ele e aos outros da bancada federal que estão unidos em prol de Sergipe”, disse.

 

Luta de todos

 

Sobre o encontro em Brasília, a senadora Maria do Carmo (DEM), que recebeu o governador e toda a bancada federal em seu gabinete, considerou extremamente importante o encontro. “Essa é uma luta de todos, independentemente de bandeira política. Estamos tratando da manutenção de uma empresa que cumpre relevante papel social e que alimenta uma importante cadeia fértil, que gera emprego, renda e, consecutivamente, desenvolvimento”, afirmou.
 

Risco à soberania

Ainda na quarta-feira, ele participou de encontro sobre o mesmo tema, no gabinete do senador Roberto Requião, do Paraná, com a presença também da senadora Lídice da Mata, da Bahia, e do senador suplente por Sergipe, Elber Batalha. No final, foi produzido um manifesto em que alerta que o fechamento da Fafen coloca em risco a agricultura e a soberania nacional, pois “a agricultura passará a depender totalmente da importação de fertilizantes”. A Fafen também tem uma unidade no Paraná.
 

Despedida de Elber

A propósito, atendendo convite do senador suplente Elber Batalha, o ex-governador Albano Franco assistiu à sessão do Senado, na última quarta-feira, que marcou a despedida de Elber do Senado, devido ao retorno do titular, o senador Valadares. A presença de Albano na sessão foi registrada por alguns dos senadores que apartearam Elber Batalha, entre eles o senador Armando Monteiro Neto (PT/PE), que destacou a liderança exemplar de Albano Franco e a sua inestimável contribuição para o Brasil como presidente da CNI e senador da República.
 

Elogio a Albano

Ao agradecer a presença do ex-governador Albano Franco na reunião com a bancada federal, na quinta-feira, em Brasília, para tratar da questão da Fafen, o governador Jackson Barreto ressaltou a determinação de Albano de estar sempre à disposição quando os interesses de Sergipe estão em jogo.

 

Em Socorro

Ontem, Rogério Carvalho, presidente do diretório estadual do PT, visitou o gabinete do prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Padre Inaldo (PCdoB). O encontro foi registrado nas redes sociais, no perfil pessoal do petista, que escreveu: “Estudamos propostas para melhorar a vida dos socorrenses, que é uma das minhas preocupações”.
 

Recomendação 1

O Ministério Público Federal emitiu uma nota de esclarecimento sobre recomendação a Manoel Sukita, ex-prefeito de Capela, referente ao evento “O Aniversário de Sukita”, que vem tomando ampla divulgação pública. “Dada a proximidade com o período eleitoral, a Procuradoria Regional Eleitoral tomou a iniciativa de emitir a recomendação de ‘se abster de realizar propaganda eleitoral antecipada no evento denominado’, a ser realizado no dia 1º de abril”, avisou.

 

Recomendação 2

No documento, a procuradoria destaca que na festa existe a possibilidade de ocorrência de propaganda eleitoral antecipada e abuso de poder econômico, diante do gasto com a realização do evento (que terá contratação de bandas, inclusive), e do pedido do sugestivo presente que o aniversariante “gostaria de ganhar, se você puder dar: 1 lata de leite Ninho”.

 

Recomendação 3

O texto do documento alerta ainda que a recomendação tem o objetivo de estimular “candidatos, partidos e coligações, bem como terceiros que tenham alguma relação direta ou indireta com o processo eleitoral, para o integral cumprimento da legislação de regência”, prevenindo a prática do das irregularidades e constituindo responsabilidade para quem descumprir deliberadamente a recomendação.


CCJ
O vereador Anderson de Tuca (PRTB) usou o pequeno expediente da Câmara de Vereadores para responder o comentário feito pelo presidente da Casa, Nitinho Vitale (PSD), referente ao número elevado de vetos estabelecidos pela Comissão de Constituição Justiça e Redação (CCJ) aos projetos de leis (PLs). O parlamentar lamentou a forma como o presidente se referiu à Comissão e explicou que cada veto tem uma justificativa plausível, de acordo com os critérios de constitucionalidade, diferente dos vetos dados pelo Poder Executivo.
 
Segurança na capital
O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) e a cúpula da Secretaria de Segurança Pública (SSP) se reuniram ontem para definir estratégias de ações integradas entre as gestões no combate à criminalidade. Na reunião, foram apresentados dados relacionados às áreas mais violentas da cidade, bem como suas especificidades, de acordo com as manchas criminais apontadas pelas estatísticas da Coordenadoria de Estatística de Análise Criminal (Ceacrim) e do Centro de Estatística e Análise Criminal (Ceac).

Comentários

comments powered by Disqus