28/05/2018 as 10:23

Periscópio

Anúncio de recursos para o Forró Caju

O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) comentou que a programação e o modelo do evento vão ser diferentes dos outros anos.


Anúncio de recursos para o Forró CajuEdvaldo Nogueira durante anúncio dos recursos para o Forró Caju/ Foto: Marco Vieira/PMA

Na última sexta-feira, dia 25, no anúncio oficial dos R$ 4 milhões para realização do Forró Caju, o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) comentou com esta coluna que a programação e o modelo do evento vão ser diferentes dos outros anos. “É que além das áreas dos mercados centrais, vai ter nos bairros também”, disse.

Parceira

Além do Forró Caju, Edvaldo comentou que não existe “chapa branca” de parceria com André Moura (PSC). “Estão politizando tudo desnecessariamente. Eu não estou falando de política. Eu não estou com a cabeça na eleição. Não sou candidato. Estou preocupado, isso sim, com minha cidade”, pontuou.

Empréstimo

Edvaldo Nogueira falou para esta coluna que não sabe o porquê de tanta celeuma com o empréstimo de R$ 9,6 milhões junto ao Banco do Brasil, para a modernização tecnológica da Prefeitura de Aracaju. “Quem não quer que as coisas deem certo reclama de tudo e é contra tudo”, comentou.

Defende

Sobre eleição, Edvaldo reforçou o posicionamento sobre a possibilidade de inserção de Eliane Aquino (PT) na chapa majoritária de Belivaldo Chagas. “Eu defendo a pré-candidatura de Eliane como vice porque é um nome importante para fortalecer a candidatura de Belivaldo. Seria muito importante para o nosso bloco enfrentar com força, com trabalho e dedicação para sermos vitoriosos”, disse.

Por quê?

Diante da declaração do presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, que falou na possibilidade de rever alianças caso o prefeito Edvaldo Nogueira não declare apoio à sua candidatura ao Senado, vale um questionamento: porque o presidente do PT não consegue garantir o apoio do único vereador do partido a Edvaldo na Câmara? Desde o início da gestão Iran Barbosa vota, na maioria das vezes, com a oposição.

Nas redes

Márcio Macedo, vice-presidente do diretório nacional do PT e pré-candidato a deputado federal, utilizou as redes sociais para poder manifestar a indignação referente às medidas adotadas pelo Governo Federal, que provocaram a greve dos caminhoneiros pelo país. A publicação feita em seu perfil pessoal critica veemente a administração do presidente Michel Temer (MDB).

Emgetis 1

A Emgetis enviou nota à coluna negando que o secretário do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplog), Rosman Pereira, iria receber jeton sem participar da reunião do conselho da empresa. A nota diz que Rosman não esteve presente na última reunião do dia 21, portanto não assinou a lista de presença e que a Emgetis só realiza o pagamento do “jeton” mediante a presença dos membros do conselho, comprovada através das suas respectivas assinaturas na lista de presença.

Emgetis 2

Quanto ao pagamento de empresas terceirizadas, ressalta a nota, é de conhecimento público a dificuldade do Governo de Sergipe e o empenho do governador Belivaldo Chagas em reestabelecer a saúde financeira do Estado. “Por fim, ressaltamos que o governo tem negociado com as empresas e os serviços de copa e limpeza da Emgetis já foram restabelecidos”, registrou o texto.

Caminhoneiros

Circula pelas redes sociais um vídeo que questiona o silêncio do senador Eduardo Amorim (PSDB) sobre a paralisação dos caminhoneiros. Isso porque, além de ser senador por Sergipe, ele é natural de Itabaiana, a terra dos caminhoneiros. Assim, o silêncio do senador é ensurdecedor e parece mostrar seu apoio ao desgastado governo Temer.

Assentos

O vereador Bigode (MDB) está cobrando que os ônibus do transporte coletivo da capital sergipana tenham assentos reservados para os idosos. O vereador afirma que o Estatuto do Idoso é claro quando manda reservar 10% dos lugares. “Precisamos respeitar nossos idosos, respeitando o princípio da prioridade absoluta”, afirmou Bigode.

Pessoa jurídica

O médico e ex-secretário municipal da Saúde, André Sotero, está denunciando que a Prefeitura de Aracaju vai contratar médicos via pessoa jurídica – oferecendo valores maiores que os salários pagos atualmente aos médicos concursados. “Com isso, decreta um total desrespeito e desvalorização dos médicos do SUS de Aracaju”, avaliou ele.

Plano de recuperação

Marcada para a próxima terça-feira, 29, às 12h, a reunião almoço organizada pela FCDL/SE e CDL/Aracaju contará, pela primeira vez, com a presença do governador do Estado, Belivaldo Chagas, que estará acompanhado do seu secretário da Fazenda, Ademario Alves. Belivaldo vai apresentar o Plano de Recuperação Econômico-Financeiro do Estado, cuja apresentação ficará a cargo do secretário da Fazenda.

Sem volta

O senador Valadares e o deputado federal Valadares Filho se viram agora em um caminho sem volta. Ao insistir em lançar a pré-candidatura de Valadares Filho ao governo, pai e filho ficaram sem espaço nos dois principais blocos políticos em Sergipe – Belivaldo disputará o governo, tendo Jackson e Rogério Carvalho na luta pelo Senado, e Amorim disputa o comando do Estado ao lado de André Moura e Heleno Silva. Assim, os Valadares acabaram isolados, num caminho sem volta.

Prontidão

O 28º Batalhão de Caçadores (28ºBC) encontra-se em atividades normais de Instrução e Adestramento. A unidade militar do Exército em Aracaju (SE) permanece também, na qualidade de Organização Militar Operacional, em condições de ser empregado rapidamente em caso de determinação do Escalão Superior, informa nota divulgada no final da tarde da sexta-feira, 25, em referência aos protestos dos caminhoneiros.