26/07/2018 as 08:07

Empoderadas

Eliane Aquino destaca importância das mulheres na política

A pré-candidata a vice-governadora do Estado declarou que o mundo da política ainda é machista e, por isso, é fundamental a participação de mulheres empoderadas.


Siriri e Graccho 1
Os prefeitos dos municípios de Siriri e Graccho Cardoso, José Nicárcio de Aragão e José Rosa de Oliveira, respectivamente, estiveram no gabinete da conselheira Angélica Guimarães, no Tribunal de Contas do Estado (TCE), na manhã desta quarta-feira, 25, para assinar um termo de ajustamento de gestão (TAG) no qual se comprometem a adequar o serviço público de atenção básica 
em saúde prestado nos municípios.

Siriri e Graccho 2
O TAG tem o objetivo de resolver pendências encontradas nos relatórios das auditorias operacionais realizadas pela Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços (Dceos), por meio da Coordenadoria de Auditoria Operacional. Após os entendimentos firmados, foram estabelecidas ações com prazos determinados, de modo que, na hipótese de permanência das não conformidades registradas no monitoramento, será imputada multa individualizada aos gestores.

Empoderadas
Eliane Aquino, pré-candidata a vice-governadora do Estado, escreveu na rede social: “O mundo da política é, infelizmente, machista. As mulheres precisam lutar ainda mais para conquistar seu espaço. Não basta apenas termos discurso. Precisamos ter mais mulheres nos espaços de decisão, fortalecidas e empoderadas”.

Tempero
O vice-presidente nacional do PT e pré-candidato a deputado federal de Lula, Márcio Macedo, comemorou a decisão de Eliane Aquino de aceitar o convite de Belivaldo Chagas para compor a sua chapa e ser pré-candidata ao Governo do Estado. “A decisão da companheira Eliane de aceitar a proposta, uma vez aprovada pelo encontro estadual do PT, é o tempero que faltava para colocar o time em campo e ganhar as eleições 2018”, disse Márcio.

Edvaldo aprova
O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) avaliou positivamente a entrada da vice-prefeita Eliane Aquino na chapa comandada pelo governador Belivaldo Chagas. “Tenho uma relação de muita amizade, lealdade e segurança com Eliane como minha vice. Mas em nome de um projeto maior, considero um grande acerto de Belivaldo convidá-la e acerto de Eliane em topar”, disse.

Liderando
Para Edvaldo, o crescimento de Belivaldo nas pesquisas tende a se acentuar. “Com a formação da chapa as coisas deslancharão. O crescimento, que já existe, vai avançar. Não tenho dúvidas de que as próximas pesquisas, passada a primeira quinzena de agosto, já mostrarão Belivaldo na liderança”, afirmou.

Aborto
A consulta pública sobre a sugestão legislativa (SUG 15/2014), que legaliza o aborto voluntário dentro das 12 primeiras semanas de gestação e prevê a realização do procedimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), ainda está aberta no portal e-Cidadania, do Senado. A maioria dos sergipanos que votaram no portal, 56%, disse não à sugestão de lei. Apesar disso, a disputa segue acirrada e, no placar geral, 49,8% dos brasileiros dizem sim ao aborto e 50,2% dizem não.

 

Críticas
Ser oposição é muito bom. Critica-se tudo, até porque parece que tudo está errado neste país – e neste Estado. Mas criticar é fácil. Todo mundo sabe dos problemas na Saúde, as estradas esburacadas, a falta de segurança. A população sabe mais do que os políticos oposicionistas, que insistem em se apropriar politicamente destes temas – mas não oferecem solução alguma a eles. Não dizem de onde vão tirar dinheiro para realizar as melhorias.

Contra o abuso 1
Em fevereiro deste ano, a vereadora Kitty Lima (Rede) teve seu projeto de lei de combate ao abuso sexual contra mulheres no transporte público de Aracaju sancionado, um importante passo para pôr um fim a este tipo de violência que afeta diariamente mulheres de todas as idades em todo o país. Esta semana, representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp), do Serviço Social do Transporte (Sest) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) apresentaram à vereadora uma cartilha que será utilizada no treinamento dos profissionais que trabalham no setor.

Contra o abuso 2
O objetivo é capacitar motoristas e cobradores de ônibus sobre como proceder em casos de flagrante do abuso e orientação às vítimas da violência sexual. “Eles apresentaram todo o planejamento do curso para esses profissionais que terão um papel importante no combate a violência sexual contra as mulheres no transporte público de Aracaju, que abrangerá tudo o que envolve esse tipo de crime, a exemplo da diferença o que é de fato o crime de abuso e importunação. Esses serão capacitados para saber como lidar nessas situações, será uma somação de esforços para colocarmos um ponto final a esses abusos criminosos”, pontuou Kitty.

Contas
A Sociedade Brasileira de Contabilidade (SBC), ONG voltada para a classe contábil, vai realizar o Curso de Prestação de Contas Eleitorais 2018, no dia 3 de agosto, das 8h às 18h, na Assembleia Legislativa de Sergipe.
Dois quilos de alimentos valem a entrada do curso.  

Sem Dilson
O PPS está dialogando com os Valadares e pode acabar vetando candidaturas de quem marchar contra para governador. Com isso, o ex-prefeito de Tobias Barreto, Dilson de Agripino, pode acabar ficando sem legenda para a sua candidatura, já que anunciou apoio a Eduardo Amorim e André Moura. O ex-prefeito, em sua emissora de rádio, disse: “Mesmo com posição contrária do partido, seguirei com Amorim”. Disse Agripino.

Ingratidão 1
O ex-prefeito de Tobias Barreto, Dilson de Agripino, não gostou da informação publicada ontem aqui na coluna de que no município são vários os seus comentários sobre sua ingratidão, ao não apoiar Jackson Barreto e Belivaldo Chagas. Dilson diz que em 2016, mesmo tendo JB como aliado, este apoiou a candidatura de Diógenes Almeida para prefeito, sendo que o candidato de Dilson de Agripino foi César Prado, que por pouco não ganhou a eleição.

Ingratidão 2
Quanto à sua saída do PT, sua assessoria informou: “A mesma aconteceu com a anuência de Rogério Carvalho, que este ano é um dos dois candidatos ao Senado apoiados por Dilson. A ida para o PPS seu deu pelo compromisso do PPS não fazer parte de nenhum chapão como me confirmou hoje o presidente do partido, Clóvis Silveira”.