16/08/2018 as 08:21

Elegível

Sukita está com nome na lista do TRE para disputar pleito deste ano

O ministro Fux, relator do processo, deu provimento ao recurso e, dessa maneira, afastou a declaração de inelegibilidade.


Na rede social
O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) escreveu na rede social, em seu perfil pessoal: “Temer (MDB) descumpre acordo com o Congresso e anula conquistas dos agentes de saúde ao vetar projeto que concedia à categoria o reajuste do piso salarial. Um ato injusto e desumano contra dedicados profissionais que trabalham no dia a dia cuidando da saúde das famílias do Brasil”.

Arrecadação 1

Milton Andrade, pré-candidato ao Governo pelo PMN, afirmou que, este ano, a arrecadação do Estado teve um acréscimo da ordem de R$ 300 milhões, num comparativo com 2017. Contudo, segundo ele, o Estado continua no vermelho. “Infelizmente, o que temos visto em Sergipe é a falta de técnicos em comando de pastas técnicas”, disse.

Arrecadação 2
Para Milton, ao “colocar uma pessoa errada no lugar certo” não há foco na eficiência e o resultado é sempre desastroso. “A questão é simples: se um político é colocado para tomar conta de um orçamento, naturalmente ele vai fazer política em troca de voto, de apoio de A e B para se manter no poder. Mas se a função for exercida por um gestor técnico, ele fará gestão”, opinou.

Elegível

Manoel Messias Sukita (PTC) tem legitimidade para disputar as eleições deste ano, conforme apontou a decisão do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Fux, concedida na noite da última terça-feira, dia 14. O ministro Fux, relator do processo, deu provimento ao recurso e, dessa maneira, afastou a declaração de inelegibilidade.

Registro
Com a decisão do TSE, Sukita pode fazer o requerimento do registro de sua candidatura a deputado federal. Inclusive, o nome dele já está na lista do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para disputar o pleito deste ano.

Sem segurança
No Pequeno Expediente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), o vereador Anderson de Tuca (PRTB), destacou a falta de segurança e de políticas públicas nos mercados centrais. Segundo o parlamentar, os comerciantes denunciam a presença constante de usuários de drogas. Ainda segundo ele, a falta de cuidados e tratamento para os dependentes químicos reflete diretamente no alto índice de violência no centro comercial, por isso a cobrança por melhorias e policiamento ostensivo na localidade.

Contra a mulher 1
A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) voltou a cobrar uma política de segurança pública com foco no combate à violência doméstica. “Infelizmente, mais uma mulher foi assassinada barbaramente em nosso Estado”, disse, referindo-se ao caso da dona de casa Valdeci Pereira da Silva, moradora do Município de Tobias Barreto, que morreu após ser esfaqueada, supostamente pelo companheiro. “Esses casos não podem ficar impunes, pois não podemos continuar assistindo ao aumento das estatísticas sem que ações rigorosas sejam adotadas”, acrescentou.

Contra a mulher 2
Para Maria Mendonça, a lei 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, fortaleceu a autonomia das mulheres, trazendo avanços na área do Direito Penal, mas as estruturas nem sempre são adequadas para acolher as vítimas. “Esses crimes ocorrem, principalmente, dentro do próprio núcleo familiar, mas muitas mulheres deixam de registrar denúncia em virtude do medo, dependência emocional ou socioeconômica”, observou Maria.

Violência 1
A vereadora e defensora pública Emília Corrêa (Patriota) também cobrou ações que combatam com eficiência a violência contra mulher, após mais uma sergipana ser assassinada pelo marido, desta vez no Município de Tobias Barreto. “Mais uma sergipana violentada pelo marido, que já havia cometido atos de violência contra uma outra companheira, ou seja, já não era a primeira vez”, lamentou.

Violência 2
Um levantamento da Coordenadoria de Estatísticas e Análise Criminal (Ceacrim) da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) aponta que 19 mulheres foram assassinadas entre janeiro e abril deste ano em todo o Estado e 64 no ano passado, além de aproximadamente três mil casos registrados de violência doméstica, assédio, agressão e injúria apenas em Aracaju.

Ansiedade
O deputado Adelson Barreto (PR) ocupou a tribuna da Câmara Federal para demonstrar sua preocupação com uma doença que tem acometido de forma indistinta, o mundo e, sobretudo, o Brasil. De acordo com o parlamentar, o Brasil é o país com o maior percentual de pessoas com transtorno de ansiedade em todo o mundo. “Pelo menos 9,3% dos brasileiros sofrem com esse mal. Esse índice é três vezes superior à média mundial”.

Taxas
Em reunião-almoço ocorrida na tarde da última terça-feira, no Radisson Hotel, o Fórum Empresarial de Sergipe iniciou um debate em torno de um tema que tem calejado o segmento de empresários do Estado: as taxas cobradas pela Vigilância Sanitária. O debate deve esquentar nos próximos dias, quando o Fórum definirá estratégias para buscar uma equalização entre as taxas atualmente cobradas, além de cobrar do Poder Executivo melhorias na informatização do sistema da Vigilância.


Lixão
A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) destacou ontem a sua preocupação com um lixão localizada no Povoado Oiteiro do Capim, entre os municípios de Itabaiana e Ribeirópolis, na Rota do Sertão. “É um lixão que existe há mais de 50 anos e que gera muito transtorno”, afirmou a senadora, que é autora de uma emenda ao Orçamento Geral da União (OGU) destinada ao Consócio Público de Resíduos Sólidos do Agreste Central, visando a construção de uma unidade de transbordo como alternativa para erradicar o problema.