23/08/2018 as 08:37

"Fora Jackson"

Jackson Barreto é alvo de protesto

O ex-governador e candidato ao Senado Jackson Barreto (MDB) foi receber o candidato a vice-presidente, Fernando Haddad (PT), e foi surpreendido por um grito de “Fora Jackson!”.


Senadores
Em entrevista concedida ontem ao radialista George Magalhães, sobre a escolha dos senadores da coligação – Antônio Carlos Valadares (PSB) e Henri Clay (PPL) –, Valadares Filho disse que a chapa une o novo com a experiência. “Sem dúvida, Henri Clay é um quadro novo, um homem que fez um grande mandato na OAB e como senador terá muito a contribuir. A renovação na política não é apenas na idade, se dá também nas atitudes, na conduta. O povo quer ética, compromisso social e a defesa dos trabalhadores. O senador Valadares reúne tudo isso”, pontuou.

Fora Jackson 1
O ex-governador e candidato ao Senado Jackson Barreto (MDB) foi ao aeroporto receber o candidato a vice-presidente, Fernando Haddad (PT) e gritar o já tradicional Fora Temer! Mas JB foi surpreendido, ao chegar no aeroporto, por um grito de “Fora Jackson!”, puxado por um pequeno grupo liderado pela deputada estadual Ana Lúcia, integrantes do Sintese e da corrente petista Articulação de Esquerda.

Fora Jackson 2
Ao contrário do que circulou nas redes sociais, Jackson não deixou o evento após os protestos. Ele sorriu quando ouviu os gritos, mas permaneceu e acompanhou toda da fala de Haddad, ao lado do candidato ao governo Belivaldo Chagas (PSD), sua vice, Eliane Aquino (PT), o candidato a deputado federal Márcio Macedo (PT) e o candidato ao Senado Rogério Carvalho (PT).

Solidariedade
Após o episódio das vaias, em solidariedade a Jackson Barreto, militantes do MDB marcaram para se reunir na sede do partido, de onde partiram para a concentração inicial da caminhada que foi comandada por Fernando Haddad e Manuela D’Ávila em Aracaju.

Enterraram Déda
Nas redes sociais, Jackson respondeu: “Não será um grupo inexpressivo que abalará minha convicção de luta contra os golpistas, nem me impedirá de ocupar meu lugar na história! Lula Livre”. Ele disse ainda que o grupo “é o mesmo que enterrou o então governador Marcelo Déda vivo”.

Juntinhos
Para quem tinha dúvidas, o candidato a vice-presidente, Fernando Haddad, foi direto: “Estamos iniciando nossa campanha em Sergipe junto à campanha de reeleição do nosso governador Belivaldo Chagas e da minha querida companheira de partido, Eliane Aquino, em uma chapa forte. Estamos ao lado da maioria da população e vamos seguir firmes para eleger Lula e os nossos candidatos em Sergipe”, destacou Haddad, o vice de Lula.

Faltosos

A vereadora Kitty Lima (Rede) quer punir os vereadores faltosos que não apresentam uma justificativa pela ausência nas sessões da Câmara de Aracaju. O projeto da parlamentar, já protocolado na Casa Legislativa, altera o regimento a fim de descontar na folha de pagamento os dias não trabalhados pelos vereadores.

Helicóptero
Sukita (PTC), candidato a deputado federal, usará um helicóptero para se locomover na “caça ao voto” nos 75 municípios sergipanos. Sukita garantiu para esta coluna que fará uma campanha barata e conversando diretamente com o eleitor, sem intermediários – ou seja, sem os prefeitos e outros personagens que fazem acordos com candidatos.

Haddad e Manu
Na passagem por Aracaju, Haddad também contou com a presença de Manuela D’Ávila (PCdoB) – que, se Lula não conseguir o registro, poderá ser a candidata a vice-presidente. Além dela, estiveram presentes na sede do PT Belivaldo Chagas (PSD), Márcio Macedo (PT), Rogério Carvalho (PT), Eliane Aquino (PT) e Jackson Barreto (MDB).

JB e Haddad 1
O candidato a vice-presidência na chapa com Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Haddad, falou ontem em Sergipe sobre os nomes que compõem a coligação no Estado e destacou a importância para o Estado de ter Jackson Barreto (MDB) no Senado Federal, participando do trabalho de reconstrução nacional e de reconquistas de direitos dos trabalhadores.

JB e Haddad 2
“Lula mandou um recado de que quer apoiar essa chapa, porque ele precisa de gente para dar apoio no Senado. Não adianta só eleger presidente, Jackson é importante. Isso que é importante frisar! E Belivaldo precisa ganhar a eleição para continuar o bom trabalho que vem sendo feito aqui em Sergipe. Não tem jeito de um presidente ser bem-sucedido sem o apoio do Senado, sem o apoio da Câmara. A gente faz um apelo para o eleitor prestar atenção em quem vai votar!”, afirmou.

Ciclabilidade 1
Andar de bicicleta em Aracaju ainda é um desafio muito arriscado. O índice de ciclabilidade na capital sergipana é de 1,3, considerado crítico, numa escala que varia de 0 (insuficiente) a 4 pontos (muito bom), um dado que alerta para a necessidade de intervenção prioritária do poder público municipal, com ações a curto prazo para garantir o direito de ir e vir do ciclista e a aceitação da bicicleta na cidade como um modo de transporte eficiente.


Ciclabilidade 2
O índice de ciclabilidade de Aracaju é o resultado de um estudo inédito em Sergipe, realizado pelo diretor de Pesquisas da ONG Ciclo Urbano, Waldson Costa, como dissertação do mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade Federal de Sergipe. O trabalho foi financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq – e pela Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe – Fapitec/SE.

Bandana
O deputado estadual Moritos Matos (Rede), candidato à reeleição, ganhou na Justiça Eleitoral o direito de aparecer com bandana na foto oficial da urna, na eleição deste ano. Matos faz uso da bandana há anos e isso já foi objeto de discussão, inclusive quando foi vereador por Aracaju. O parlamentar adquiriu esse direito depois de fazer, através do seu advogado Cleriston Prado, um pedido de consideração junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Estado de Sergipe (TRE-SE) no momento em que protocolou seu pedido de registro de candidatura.