16/10/2018 as 10:05

Comandante

Rogério Carvalho a sua principal liderança do PT

O outro quadro mais influente é o deputado federal reeleito João Daniel.


Embora dividido em grupos identificados internamente como tendências políticas, o PT de Sergipe tem agora na figura do senador eleito Rogério Carvalho a sua principal liderança. O outro quadro mais influente é o deputado federal reeleito João Daniel. Mas vale lembrar que a ex-deputada Ana Lúcia e o dirigente nacional Márcio Macedo têm seus espaços garantidos e fortes. Eliane Aquino, a candidata a vice-governadora, tem força no mesmo bloco em que está Macedo.

                                                                  

Democratas
Parece ser mas não é brincadeira. Segundo pesquisa recente do Datafolha, 69% dos brasileiros acham que a democracia é a melhor forma de governo. Apesar dessa suposta crença política, os brasileiros têm se tornado cada vez mais violentos, truculentos, intolerantes e dispostos eleger presidente um indivíduo abertamente antidemocrático e que expressa, junto com o seu vice, as piores opiniões e preconceitos (racismo, misoginia etc.) sobre esse mesmo povo.

Apoio e críticas 1
Grande novidade e grande vencedor no primeiro turno nas eleições deste ano, o delegado Alessandro (Rede) anunciou apoio à candidatura de Valadares Filho (PSB) para o segundo turno da disputa pelo Governo de Sergipe. A atitude pegou mal e foi muito repudiada por diversos seguidores.

Apoio e críticas 2
Foi o assunto na cidade: muitas pessoas o escolheram por ser o novo, mas ele decidiu apoiar um grupo político antigo, que inclusive amargou a derrota do senador Antônio Carlos Valadares (PSB). O delegado ainda afirmou que não ficaria em cima do muro e que sempre terá posicionamento.

Novo e velho 1
Mas a relação do grupo dos Valadares com o delegado Alessandro não é tão recente. Em entrevista ao site Universo Político, o presidente licenciado da OAB/SE, Henri Clay Andrade (PPL), contou que lá no início, quando estavam sendo definidas as chapas, Alessandro topou uma aliança com o grupo dos Valadares. Sua condição era ser o segundo candidato ao Senado, ao lado de Valadares.

Novo e velho 2
Henri Clay contou que recebeu a oportunidade de disputar um mandato de deputado federal onde contaria com o apoio dos Valadares e Alessandro. Mas o presidente da Ordem não topou e o senador Valadares honrou a sua palavra, mantendo Henri Clay na chapa majoritária. Só por isso Alessandro não teria saído candidato ao lado dos Valadares.

Saldo da campanha 1
Eduardo Amorim (PSDB), candidato ao governo estadual, apresentou no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) uma receita de R$ 3,4 milhões para execução da campanha eleitoral, conforme consta no sistema de divulgação de registro de candidatura. Porém, a sua despesa foi apontada com a quantia de R$ 4,3 milhões – mais precisamente R$ 4.371.578,03.

Saldo da campanha 2
Dessa maneira, chega-se à conclusão que Eduardo Amorim ficou com uma dívida de quase
R$ 1 milhão. Mas, em conversa com esta coluna, ele assegurou que não terá débito na sua campanha. “O partido vai assumir tudo, toda a despesa.
Eu fiz tudo em concordância com o partido” afirmou.

E depois?
Ainda com esta coluna, Eduardo Amorim disse que ainda não sabe o que irá fazer quando terminar o mandato de senador. “Para essa pergunta ainda não tenho uma resposta. Tenho profissão que é a medicina. Estou refletindo e tenho tempo ainda para pensar em tudo isso. Não sei qual vai ser meu destino. Mas sem profissão não fico”, contou o senador, que é médico, bacharel em Direito e graduando em Jornalismo.

Disputando
No meio político começam a circular informações de que o deputado estadual reeleito Luciano Bispo (MDB) vai tentar a reeleição para a Presidência da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). Outro que teria interesse seria o também emedebista Zezinho Guimarães. Ambos já contabilizam que Belivaldo Chagas (PSD) ganhará fácil o segundo turno.


Ameaçado
Depois de confirmar à imprensa que estava sofrendo constantes ameaças de morte, Eduardo Cassini, que disputou o Governo do Estado pelo PSL, deixou Sergipe temendo a segurança dele mesmo e da sua família. Ele despertou a fúria de simpatizantes do presidenciável Bolsonaro após anunciar apoio a Haddad e Belivaldo no segundo turno. A escalada da violência é preocupante.

Com jornalistas
O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Sergipe (Sindijor-SE) realiza hoje e amanhã (16 e 17) o “Diálogo com Jornalistas”, com os candidatos ao Governo do Estado Belivaldo Chagas (PSD) e Valadares Filho (PSB). A ideia é saber quais são as propostas dos candidatos para o Jornalismo e a Comunicação Pública em Sergipe, assuntos gerais de interesse dos sergipanos, bem como valorizar integralmente a nossa democracia.

Única mulher 1
Quando janeiro de 2019  chegar, a vereadora Emília Corrêa (Patriota) será a única mulher na Câmara de Aracaju, conforme esta coluna já registrou. De acordo com a parlamentar, o perfil combativo será mantido.

Única mulher 2
“Em 2019 teremos o desafio de ser a única mulher na Casa Legislativa. No entanto isso não me intimida, pelo contrário, reforça o meu comprometimento com cada aracajuano, continuarei incansável na luta pelo desenvolvimento da cidade e respeito por cada cidadão”, registrou.