07/11/2018 as 09:01

Apreensão

Atual secretário da Fazenda deve permanecer na esfera do Governo do Estado

Na esfera do Governo do Estado, fala-se muito em reforma do primeiro escalão, mas ninguém ainda sabe quem sai.


Apreensão

Na esfera do Governo do Estado, fala-se muito em reforma do primeiro escalão, mas ninguém ainda sabe quem sai. Contudo, comenta-se que o secretário da Fazenda, Ademario Alves, é, até agora, o único que fica. Os demais casos serão resolvidos depois.

Será só boato
Circulam em Brasília informações dando conta de que Sergipe corre o risco de perder algumas repartições públicas federais, tipo Serviço de Patrimônio da União (SPU) e Tribunal de Contas (TCU), entre outras.

Voltará
O ex-secretário-chefe da Controladoria do Município de Aracaju, Alexandre Figueiredo, voltará a ocupar cargo no primeiro escalão da PMA. A informação é do prefeito Edvaldo Nogueira.

Orçamento
Ainda sobre votação, o deputado Luciano Bispo também acrescentou que o projeto de lei referente ao orçamento do governo estadual para 2019 só deverá ser tratado em dezembro.

Votação Alese
O deputado estadual Luciano Bispo (MDB), presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), afirmou que hoje será realizada votação dos projetos encaminhados pelo governo estadual. “Refis e o do Ipesprevidência. Então, são projetos fáceis de serem votados. Não são polêmicos. Precisamos dar andamento nos projetos”, disse.

Sem sessão
Inclusive, por falar em Alese, ontem a sessão ordinária foi na base do “abrir para fechar”. Nenhum inscrito para falar no pequeno e nem no grande expediente. O movimento anda “bem parado” após o término das eleições.

Boa ideia
O prefeito de Aracaju, em parceria com a iniciativa privada, anunciou a ornamentação do Natal da capital. Será o Natal Iluminado em vários pontos do Centro da cidade. Como sugestão, por que não ornamentar também a Ponte Aracaju/Barra? A propósito, a Celse, responsável pela termoelétrica que também participa do empreendimento, poderia ficar responsável pela iluminação da ponte.


Perder sono
O vereador Cabo Amintas (PTB) falou para esta coluna que falta pouco para finalizar o relatório da CPI da Saúde. “Agora já podem começar a perder o sono, a começar a tomar os remédios, pois os corruptos que usaram os hospitais, que fizeram política no Hospital Cirurgia podem se preparar. O Ministério Público vai ter muita coisa para se debruçar e denunciar essas pessoas”, desabafou.

TRE
Na tarde de ontem, o presidente do TRE de Sergipe, o desembargador Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima, empossou a jurista Marcela Pithon Brito Santos para exercer as funções de membro substituto da Corte Eleitoral. A posse ocorreu no gabinete da presidência do Tribunal. A nomeação da jurista foi publicada no Diário Oficial da União e ela vai ocupar a vaga decorrente do término do biênio de Lenora Viana de Assis.

Questionamento
Para esta coluna, o vereador Professor Bittencourt, presidente do diretório estadual do PCdoB, questionou: “Alguém ouviu da boca de Rogério Carvalho (PT) um pedido de voto quando Edvaldo Nogueira (PCdoB) foi candidato a prefeito em 2016? Rogério reuniu algum grupo?”.

No Twitter
Enquanto isso, no mundo da rede social, Clóvis Silveira, presidente do diretório estadual do PPS, escreveu no seu perfil pessoal: “É engraçado como as pessoas mudam quando não fazemos exatamente o que elas querem!”.

Aposentadoria
A pretensão do Governo Federal de encaminhar o projeto de Reforma da Previdência para votação fez com que fosse retomada a corrida por informações para aposentadorias em repartições públicas federais. Na UFS, dez se aposentaram nos últimos dias e dezenas de outros estão se programando para dezembro. São servidores e professores que já integralizaram o tempo de contribuição e a idade e que vinham trabalhando normalmente. Há servidores em outras repartições públicas nessa mesma situação.

PSDB 1

O senador Eduardo Amorim é contra o fim do PSDB, como tem insinuado publicamente o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso. “Acho que os políticos devem ser pessoas honestas e sérias. Se isso fizermos, há espaço para a sobrevivência do nosso partido”, comentou. E acrescentou: todos os partidos e políticos precisam rever os seus conceitos. É isso que o povo quer. É preciso refletir”.

PSDB 2
O mandato de Amorim no Senado termina neste ano e ele deverá voltar a se dedicar mais às atividades médicas. Ele também pensa em exercer o jornalismo, criando um blog ou mantendo páginas nas redes sociais. “O político não deve ver a política como profissão. Embora sem mandato, continuarei fazendo política”, disse ele.