27/12/2018 as 07:45

Fogo amigo

Protesto realizado no prédio onde reside Edvaldo não foi ato exclusivo do "Não Pago"

Ato contou com a participação de filiados de partido político


Fogo amigo 1
Há entre aliados uma certeza: o protesto realizado, na semana passada, em frente ao prédio onde o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) reside não foi ato exclusivo do movimento “Não Pago”. O ato contou com a participação de filiados ao PT, alguns deles ligados ao presidente do partido, o senador eleito Rogério Carvalho, que publicamente tem feito críticas a Edvaldo.

Fogo amigo 2
Por falar em Rogério, embora ele reclame de uma suposta falta de participação de Edvaldo em sua campanha a senador, o petista publicou, na semana passada, em suas redes, uma foto de um evento realizado durante o período eleitoral justamente no ato que o prefeito organizou no Iate Clube, com a presença de milhares de pessoas.

Gabinete compartilhado 1
A iniciativa do senador eleito Delegado Alessandro Vieira (Rede) de abrigar um escritório compartilhado junto com os deputados federais eleitos Felipe Rigoni (PSB-ES) e Tabata Amaral (PDT-SP) em Brasília ganhou notoriedade na imprensa nacional.

Gabinete compartilhado 2
A proposta é compartilhar a estrutura física com o time de sete assessores que irão auxiliar os três parlamentares. A iniciativa faz parte do processo de profissionalizar a gestão pública, segundo apontam. Vale frisar que eles integram o Acredito (movimento de renovação política).

Nome afetivo

Este ano, os deputados estaduais aprovaram, por unanimidade, o projeto de lei da deputada Ana Lúcia (PT) que obriga as instituições escolares, de saúde e de cultura e lazer, a registrarem com destaque, em seus cadastros, os nomes afetivos de crianças e adolescentes que estejam em processo de adoção, o nome que os pais adotivos pretendem tornar definitivo quando a guarda for concedida.

O terceiro
O projeto, se sancionado, fará de Sergipe o terceiro Estado da federação a defender o nome afetivo. Atualmente, já virou lei em apenas dois: Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul. A proposta defende a permanência do nome pelo fato de, ao morar com a família adotante, a criança ter a possibilidade de ter o seu nome original modificado.


Sem reajuste
Ontem, durante entrevista no programa de rádio na emissora Xodó FM, o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) foi enfático: “Infelizmente, ainda não temos condições de conceder reajuste salarial para os servidores. Sei que é preciso recompor porque sei das dificuldades que eles passam. Mas digo uma coisa: só pensaremos em reajuste salarial dependendo do crescimento da receita da Prefeitura de Aracaju”.

Sem concurso
Inclusive, por falar em funcionalismo público, Edvaldo também comentou: “Infelizmente ainda não temos condições financeiras de realizar por conta da situação das finanças da Prefeitura de Aracaju. Hoje, nosso foco continua sendo no pagamento em dia dos servidores, que têm recebido rigorosamente dentro do mês”.

Três sonhos
Edvaldo Nogueira comentou que possui três sonhos em que trabalha diariamente por Aracaju. “Ter um aterro sanitário para destinar os resíduos sólidos, implementar um sistema de saúde eficiente e pleno para os usuários e melhorar o sistema de mobilidade urbana. Faremos de tudo para avançar com essas questões”, disse.

Ministra em SE 1
Nesta quinta-feira, 27, a ministra da Educação, Rossieli Soares da Silva, convidada pelo deputado federal André Moura (PSC-SE), estará em Sergipe para inauguração de creche em Nossa Senhora do Socorro, visita ao Hospital Materno Infantil/UFS e anúncio do curso de Medicina em Estância.

Ministra em SE 2
Ainda no aeroporto, a ministra estará à disposição da imprensa para entrevista coletiva. Entre os convênios a serem liberados, R$ 6,3 milhões destinados a 19 municípios para aquisição de ônibus escolares, construção de creches, reformas e compra de carteiras escolares.

Vazio
Desde a semana passada que o trânsito está bastante tranquilo. E assim permanecerá até o dia 6 de janeiro de 2019. Muita gente em férias ou curtindo o feriadão das festas de final de ano.

Empregos
O governador Belivaldo Chagas trabalha a ideia de atrair novos investimentos para Sergipe e com isso gerar empregos e renda.

Salários

O que mais preocupa hoje os servidores estaduais em relação ao Governo do Estado é o pagamento dos salários em dia a partir de 2019. Dizem que o governador Belivaldo Chagas trabalha essa ideia para abril. O secretário da Fazenda, Ademário Alves, corre contra o tempo.