08/01/2019 as 10:06

Periscópio

Fábio Mitidieri (PSD) disse à coluna que Ulices Andrade falou a verdade em sua entrevista

Os motivos são diversos: falta de repasse, elevação dos custos, má gestão, preço fora do mercado...Erros dos dois lados!”, avaliou o parlamentar.


Fábio Mitidieri (PSD) disse à coluna que  Ulices Andrade falou a verdade em sua entrevista

Obras paradas
O Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE) continua trabalhando na finalização do relatório que faz uma radiografia das obras paralisadas em Sergipe. Repercutiu bastante a entrevista do presidente do órgão ao JC, no último fim de semana, em que Ulices Andrade afirmou que existem hoje cerca de 300 obras paradas no Estado, gerando um prejuízo de R$ 440 milhões.

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) disse à coluna que o conselheiro Ulices Andrade falou a verdade em sua entrevista ao JC: esse é um dos maiores problemas do país. “Como melhorar nossa infraestrutura com tantas obras paralisadas? Os motivos são diversos: falta de repasse, elevação dos custos, má gestão, preço fora do mercado...Erros dos dois lados!”, avaliou o parlamentar.

Erros 2
Mitidieri continuou: “O fato é: Governo de Sergipe e prefeituras não possuem recursos próprios para continuar as obras federais. E estamos no início de um novo governo que ainda está se acertando. Vai precisar de tempo para implementar sua forma de gerenciar. De toda forma, cada um de nós detentores de mandato tem que fazer o que estiver ao seu alcance. Eu mesmo, me coloco à disposição para ir de ministério em ministério buscar as soluções para retomarmos as obras paralisadas em nosso Estado”.

Sem novidades 1
Apesar de lamentável, o deputado estadual Georgeo Passos (Rede) afirmou que não chega a ser uma novidade o número de obras paradas divulgado pelo presidente do TCE, Ulices Andrade. No ano passado o TCE já havia feito um outro levantamento, que apontou o mesmo cenário.

Sem novidades 2
“O que a gente percebe é que pouca coisa mudou. Alguma providência precisa ser tomada, pois é muito séria essa questão de obras que são iniciadas e não são concluídas, sendo que muitas vezes são iniciadas sem recursos garantidos para a sua conclusão”, falou Georgeo, que também está analisando a questão.

Sem licitação 1
O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) inicia seu terceiro ano de gestão sem ter presidido sequer uma reunião do consórcio do transporte
urbano, que ]tem a responsabilidade de licitar o transporte coletivo da Grande Aracaju.

Sem licitação 2
Todas as cidades envolvidas já aprovaram as leis municipais necessárias para o desenrolar do processo, que deverá ser comandado pelo gestor da capital. A licitação do transporte é uma promessa antiga de Edvaldo, desde o seu mandato anterior.

Com Maia
Em entrevista concedida ontem à Fan FM, o ex-deputado federal André Moura (PSC) afirmou que está apoiando e trabalhando pela reeleição do deputado federal Rodrigo Maia à Presidência da Câmara Federal. Moura destacou que em Sergipe Maia já conta com o apoio declarado dos deputados federais Gustinho Ribeiro (Solidariedade) e Fábio Henrique (PDT).

Com Maia
Em entrevista concedida ontem à Fan FM, o ex-deputado federal André Moura (PSC) afirmou que está apoiando e trabalhando pela reeleição do deputado federal Rodrigo Maia à Presidência da Câmara Federal. Moura destacou que em Sergipe Maia já conta com o apoio declarado dos deputados federais Gustinho Ribeiro (Solidariedade) e Fábio Henrique (PDT).

Retrato 1
Durante visita à nova unidade da Fundação Renascer no Marcos Freire, o governador Belivaldo Chagas reafirmou a intenção de manter uma relação harmoniosa com o Governo Federal. Questionado sobre a declaração do presidente Bolsonaro, o qual afirmou que governadores que não colocarem sua foto oficial não terão recursos, Belivaldo disse que isso está resolvido.

Retrato 2
“Se o problema for foto, vamos colocar o retrato do presidente em todos os órgãos e repartições públicas. Mas queremos a atenção do Governo Federal e do presidente para as demandas do nosso Estado”.

Sem audiência
O senador Alessandro Vieira (Rede) solicitou audiência ao governador Belivaldo Chagas (PSD), colocando-se à disposição para ajudar o Estado. O objetivo é abrir a possibilidade de ouvir as demandas do governo. Mas Belivaldo ainda não respondeu ao senador, que aguarda resposta há mais de uma semana.

 

Presidência
Sobre a Presidência do Senado, o delegado Alessandro afirmou que o clima ainda é de “banho-maria”. Mas questionado se ele já possuía algum posicionamento sobre os dois nomes que estão sendo ventilados, ele declarou, de forma sucinta: “Estou ouvindo os postulantes. Não voto em investigados ou processados”. Isto exclui o nome do senador Renan Calheiros.

Nova secretária 1
O governador Belivaldo Chagas (PSD) usou a rede social, o perfil pessoal no Twitter, para anunciar mais uma integrante no quadro da equipe nessa gestão. “Acabo de conversar com a nova secretária de Estado da Inclusão Social, a médica Leda Lúcia Couto de Vasconcelos. Leda Lúcia é doutora em Saúde Coletiva pela Unicamp e foi secretária da Saúde de Aracaju entre 2006 e 2007”, escreveu.

Nova secretária 2
“No Governo Federal, exerceu as funções de diretora de Especialidades e Redes Temáticas e de Atenção à Saúde. Leda Lúcia é professora de Medicina da Universidade Federal de Sergipe (Campus Lagarto)”, acrescentou Belivaldo no Twitter.