22/01/2019 as 07:43

Equipe completa

Governador de SE encerra definição do 1º escalão com nomeação de Ubirajara Barreto

O engenheiro nomeado vai comandar a Sedurb – que é a secretaria resultante da fusão da Infraestrutura com o Meio Ambiente


Equipe completa 1

O governador Belivaldo Chagas (PSD) anunciou ontem, pelo Twitter, a nomeação do engenheiro Ubirajara Barreto, que a partir do dia 1º de fevereiro vai comandar a Sedurb – que é a secretaria resultante da fusão da Infraestrutura com o Meio Ambiente.

Equipe completa 2
Bira Barreto é engenheiro civil, graduado em Matemática e funcionário da Prefeitura de Aracaju, onde ocupou diversos cargos na área da engenharia. Atualmente ocupava o cargo de vice-presidente da Emurb, acumulando a Diretoria de Obras.

Fechou
O Banese fechou o posto de atendimento que funcionava no Bugio e colocou aviso comunicando que a partir de agora os clientes daquela área serão atendidos na agência do Santo Antônio.

Fafen 1
Através das redes sociais, o ex-prefeito de Laranjeiras, José Araújo (Juca, do MDB), lamentou o que deve ser oficializado nos próximos dias pela Diretoria Executiva da Fafen, em comum acordo com a presidência nacional da Petrobras, que é a hibernação da fábrica em Laranjeiras, juntamente com a de Camaçari. Ele lembrou que em 2018 juntou-se a uma luta travada por várias lideranças políticas de Sergipe, com a participação do Governo de Sergipe, quando conseguiu manter a unidade funcionando até os dias atuais. No entanto, a decisão é que a Fafen seja hibernada (fechada) no dia 31 de janeiro e no dia 1º de fevereiro já não terá mais nenhuma produção.

afen 2
“É incalculável o prejuízo à região e a todo o Estado com o fechamento da Fafen. Centenas de desempregados, fábricas de fertilizantes fechadas e um caos social enorme, com o aumento, inclusive, da violência. Chegou o momento de unirmos novamente forças para evitar essa decisão. Seja arrendada ou até privatizada, o que não podemos aceitar é que fechem um dos principais polos econômicos de Sergipe, responsável pela geração de empregos, renda e impostos. A Fafen é nossa!”, conclamou Juca.

Reforma 1
O projeto que trata da reforma tributária deve chegar ao Senado ainda neste semestre. A matéria, que foi aprovada em comissão especial, em dezembro passado, antes de ser analisada pelos senadores, será apreciada pelo plenário da Câmara Federal. “É um assunto extremamente relevante e complexo sobre o qual pretendo me debruçar, junto com a minha equipe técnica, de modo a poder contribuir com o debate”, afirmou a senadora Maria do Carmo Alves (DEM), ressaltando que o principal ponto da proposta é a unificação de nove impostos e tributos no Imposto Sobre Operações de Bens e Serviços (IBS).

Reforma 2
A senadora ressaltou que o projeto unifica o ICMS, ISS, IPI, PIS, Cofins, Pasep, Cide, IOF e Salário-Educação. “Esse formato tem como modelo o imposto sobre valor agregado e já é adotado na Europa e no Canadá, por exemplo”, disse Maria do Carmo, observando que a taxação é recolhida no ato do pagamento, em conta vinculada da empresa junto à Receita Federal. Porém, observou a parlamentar, em seu bojo, a proposta não altera a atual carga tributária, “que é altíssima”.

Reforma 3
Para Maria, deve-se discutir amplamente medidas que penalizem menos Estados e Municípios e, consequentemente, os brasileiros que trabalham cerca de cinco meses somente para pagar impostos e não têm o retorno desses recursos revertidos em serviços.

Concessões 1
Reportagem publicada ontem no Portal G1 mostrou que o ano começou com perspectiva de avanço na agenda de privatizações e concessões no país, em meio à mudança de governos federal e estaduais, melhor cenário macroeconômico e também em razão de uma série de projetos já estruturados herdados das administrações anteriores. Levantamento mostrou que hoje existem ao menos 229 projetos em andamento hoje no Brasil. E o número deve aumentar.

Concessões 2
Em Sergipe, no âmbito estadual não há projetos em andamento no sentido de abrir concessões, privatizações ou Parcerias Público Privadas. Há apenas um estudo em andamento sobre uma possível PPP, que visa a duplicação da BR-235, no trecho Itabaiana/Aracaju. Há ainda um convênio para construção do aterro sanitário que atenderá o consórcio que hoje reúne 20 municípios do agreste sergipano. Haverá uma concessão para isso.

Não confundir
O sergipano
Carlos Ayres Britto, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, escreveu na rede social, em seu perfil pessoal no Twitter: “Não confundir pensamento
cortante com
língua afiada. Cabeça brilhante com testa lustrosa. Pessoa sincera com pessoa rançosa. Emoção à flor da alma com nervos à flor da pele. Gosto com gasto”.

Flise
Foi sancionado pelo Governo de Sergipe o projeto de lei, de autoria do deputado estadual Antônio dos Santos (PSC), que inclui no calendário oficial de eventos culturais a Feira de Leitura e de Livro de Sergipe (Flise).

Ponte
O deputado federal Pastor Jony (PRB) contou para esta coluna que após o final do seu mandato irá trabalhar para ajudar as causas de Sergipe em Brasília. “Pretendo ficar fazendo a ponte. Conseguindo espaço na liderança do PRB”, contou, acrescentando que durante o período conseguiu R$ 145 milhões de emendas para Sergipe.

“Muito chão”
Em conversa com esta coluna, o jornalista Marco Aurélio disse que está muito cedo para um posicionamento referente eleição municipal. “Ainda é em 2020. Essa é uma ideia embrionária que tenho discutido com alguns amigos. Estou filiado ao PPS há dez anos, mas não vou continuar no partido. Eu tenho trabalhado, conversado, ainda falta muito chão”, revelou.