30/01/2019 as 07:45

Resposta às provocações

Jeferson afirma que não há interferência de forças externas no processo eleitoral do Legislativo

Declaração veio após o deputado Rodrigo Valadares reclamar de suposta influência política praticada pelo presidente do TCE junto ao processo de montagem da nova chapa da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa


Influências externas
O deputado Rodrigo Valadares reclamou, ontem na TV, de suposta influência política praticada pelo presidente do TCE, Ulices Andrade, junto ao processo de montagem da nova chapa da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. A chapa liderada pelo presidente Luciano Bispo expressa a vontade livre, independente e espontânea da grande maioria dos deputados estaduais.

Mera especulação
O presidente do Tribunal de Contas, Ulices Andrade, nem precisou se defender do comentário do novato parlamentar do PTB.

Resposta às provocações

Essa tarefa ficou com seu filho, o deputado Jeferson Andrade, atual primeiro secretário da Assembleia Legislativa: “Não há interferência alguma de forças externas no processo eleitoral do Poder Legislativo. Nem do governador do Estado e muito menos do presidente do TCE”.

Equívocos e malícias
Segundo Jeferson, todos os contatos e ações políticas com seu grupo, com partidos, instituições e colegas de parlamento “são conduzidas exclusivamente por mim e mais ninguém”. O deputado Jeferson Andrade, que além de primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, é também o atual presidente do diretório estadual do PSD, considera opiniões como as de Rodrigo Valadares como “sempre equivocadas e por vezes maliciosas”.

Sem facilidade
Talvez não seja tão simples a reeleição do deputado estadual Luciano Bispo (MDB) para a presidência da Assembleia Legislativa de Sergipe. A informação na tarde de ontem era de que havia resistências à reeleição da mesma chapa. Falava-se em uma alternativa: Bispo reeleito na presidência, Jeferson Andrade reeleito na 1ª secretaria e a novidade seria Francisco Gualberto na vice-presidência. Garibalde Mendonça (MDB), atual vice, não gostou e não teria aceitado a mudança.

CPI da Saúde
O presidente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), Nitinho (PSD), esclarece que
colocou um advogado à disposição da CPI da Saúde para auxiliar seus componentes no que fosse preciso. Segundo o parlamentar, foi apresentado um orçamento de empresa para fazer a assessoria jurídica e contábil, cujo valor, cerca de R$ 200 mil, ficou acima da possibilidade da Casa Parlamentar pagar.

Chapa
O próprio Luciano Bispo já concedeu entrevista confirmando os nomes de Jeferson Andrade (1º secretário) e Francisco Gualberto (vice-presidente) na sua chapa. Durante a entrevista, Luciano disse que conversará com Luis Garibalde (MDB), que não será candidato a vice na sua chapa. Garibalde é o atual vice-presidente da Alese.

3ª via
O empresário Elivânio Moura, irmão do procurador do Estado de Sergipe Evânio Moura, está organizando uma 3ª via política para as eleições de 2020 em Lagarto. Isso vai causar, promete, dores de cabeça nos líderes dos agrupamentos Bole-Bole (família Ribeiro) e Saramandaia (família Reis), pois Elivânio já estaria recebendo o apoio de líderes jovens, religiosos, empresários locais e famílias que já se decepcionaram com os outros agrupamentos e estão apostando nesse novo projeto político. Ele já recebeu convites de três partidos políticos, para se filiar e montar o Diretório Municipal em Lagarto. Elivânio está conversando com dois vereadores que estariam dispostos a aderir ao novo projeto.

Também pagou
O Governo do Estado inicia amanhã o pagamento referente ao mês de janeiro. Recebem nessa data servidores efetivos ativos, aposentados e pensionistas com vencimentos até R$ 3 mil. Servidores efetivos lotados na Secretaria de Educação, Sergipeprevidência, Ipesaúde, Segrase e Agrese recebem integralmente também na quinta. No dia 12 recebem os demais servidores ativos, aposentados e pensionistas cujos vencimentos estão acima de R$ 3 mil. Já a primeira parcela do saldo remanescente do décimo terceiro de 2018 será paga no dia 15 de fevereiro.

Debates
O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores em Aracaju iniciou na segunda-feira uma série de debates sobre a organização da agremiação em Aracaju, o futuro político e a participação no processo eleitoral de 2020, quando ocorrerão eleições para prefeituras e câmaras dos 75 municípios sergipanos. O PT quer aprofundar as discussões e fortalecer a ideia de ter candidaturas em vários municípios, mas sem causar atritos com os aliados.

Portas fechadas 1
Ontem, esta coluna acompanhou a divulgação do relatório final da CPI da Saúde. Contudo, diferente do que aconteceu na CPI do Lixo, onde a votação e discussão das investigações ocorriam na plenária da Câmara, toda a reunião foi feita a portas fechadas. Nem imprensa, nem população aracajuana tiveram acesso ao conteúdo referente aos hospitais filantrópicos.

Portas fechadas 2
Para esta coluna, o vereador Seu Marcos (PHS), presidente da CPI da Saúde, justificou a reunião ter sido a portas fechadas como qualquer outra. “Precisávamos dialogar com os membros, o relatório fosse lido entre os colegas para tirar algumas dúvidas e fazer colocações”, explicou.

Salário na conta
O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) anunciou que hoje, de maneira antecipada, será realizado o pagamento dos salários de janeiro de todos os servidores. O gestor, através de transmissão ao vivo nas redes sociais, frisou que receberão seus vencimentos integralmente os funcionários ativos (efetivos e comissionados) e inativos (aposentados e pensionistas) da administração municipal.