22/03/2019 as 07:39

Caça-fantasma

Vereador Juvêncio Oliveira declara que encerrará a atividade no mundo político

O vereador está sendo investigado pela Operação Caça-fantasma e afirmou que anda sofrendo com o julgamento antecipado das pessoas.


Fim de papo

Pondo fim aos rumores da indicação do engenheiro Valmor Barbosa à Superintendência da Codevasf, a senadora Maria do Carmo (DEM) disse ontem que  “quem vai decidir essa questão será a bancada federal e se o nome de Valmor for escolhido, ainda assim, não terá sido por minha indicação e muito menos pela de João Neto”. 

Queda de braço
O ex-deputado federal André Moura (PSC) trabalha pela manutenção do ex-prefeito de Itaporanga D’Ajuda César Mandarino no comando da Codevasf em Sergipe. Os segmentos da bancada federal que seguem o presidente Bolsonaro querem a estatal nas mãos do engenheiro Valmor Barbosa.

Caça-fantasma 1

Após estar sendo investigado pela Operação Caça-fantasma, o vereador Juvêncio Oliveira (DEM) desabafou ontem na Câmara de Aracaju que anda sofrendo com o julgamento antecipado das pessoas. Por essa razão, o parlamentar declarou que encerrará a atividade no mundo político.

Caça-fantasma 2
“A política tem o seu limite. E eu cheguei ao meu. Por isso, ano que vem, encerro esta trajetória e agradeço aos colegas que sempre me respeitaram e àqueles que podem até não gostar do vereador Juvêncio Oliveira, mas não o maltratam”.

Limpa Fossa 1
A Associação Sergipana das Empresas de Limpa Fossa está realizando um trabalho de combate às diversas empresas clandestinas, que cobram serviços bem mais baratos, pelo fato de que descartam os dejetos na rede pluvial - ao contrário das legalizadas, que pagam caro para descartar na estação de tratamento da Deso.

Limpa Fossa 2
A coluna recebeu a informação de que a polícia está investigando vários condomínios e seus síndicos, que no afã de economizar, contratam empresas sem o devido licenciamento, autorização e descarte regular. A prática trata-se de crime ambiental, no qual os síndicos são possíveis coautores.

Na espera
Por falar em bancada federal de Sergipe, alguns dos membros estão aguardando o recebimento da relação dos cargos que podem ser preenchidos no Estado por suas indicações. Comenta-se que surgirão muitas vagas para a substituição logo em breve.

Novo nome
O PPS deverá mudar o seu nome para Cidadania neste final de semana. A turma de Sergipe dá sinais de que é favorável.

Sem diálogo
O deputado estadual Iran Barbosa (PT) manifestou a sua contrariedade em relação ao ‘monólogo’ imposto aos parlamentares após a apresentação do governador do Estado sobre os dados financeiros, na Assembleia Legislativa, na última quarta-feira, 20.
Para Iran, o fato foi lamentável, confrontando a característica democrática de espaço de debates no Poder Legislativo.

Visita
Dando continuidade à agenda de reuniões, representantes do Fórum Empresarial estiveram ontem no Tribunal de Justiça de Sergipe, fazendo uma visita de cortesia ao presidente, o desembargador, Osório de Araújo Ramos Filho. Na oportunidade, o desembargador ressaltou a importância do papel da entidade, em iniciar o diálogo com os poderes, sugerindo a apresentação de propostas, com o intuito de solucionar graves problemas rumo à superação da crise econômica. Estiveram presentes na reunião, o coordenador do Fórum, Milton Andrade, e os membros do Conselho Fiscal, Gleide Selma, Max Dosea e Geraldo Magela.

Proposta
O secretário municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplog), Augusto Fábio Oliveira, apresentou na manhã de ontem à direção do Ipesaúde uma nova proposta para a regularização do atendimento aos servidores da prefeitura. Embora o presidente do instituto não estivesse no local para receber a proposta, o titular da Seplog encaminhou dois ofícios: o primeiro, solicitando a prorrogação da vigência do contrato por mais 120 dias, enquanto, durante o período, a questão é discutida entre as partes. O segundo ofício propõe que seja utilizada a mesma metodologia que rege as contribuições dos servidores Governo do Estado para os servidores municipais.

Resposta 1
Ontem, o deputado estadual Francisco Gualberto (PT) decidiu responder o discurso de Rodrigo Valadares (PTB) feito na Assembleia, que criticou a Prefeitura de Aracaju por não ter realizado um show gospel no aniversário da capital. “Eu quero dizer ao deputado Valadares, primeiro, que eu não sou do clube e nem participo da fofoca das redes sociais, segundo, tenho humildade para reconhecer a minha limitação cultural”, comentou.

Resposta 2
“Eu tenho seis livros publicados e posso dizer que sou um homem que estudo muito, principalmente aqueles assuntos que tenho que tratar no dia a dia. Gosto de estudar e queria pedir uma ajuda à Vossa Excelência: como pode me ajudar para que aumente o meu caldo cultural, convivendo com Roberto Jefferson como Vossa Excelência conviveu”, disse Gualberto.