28/04/2020 as 10:25

VAI SAIR

Valberto de Oliveira quer disputar eleições

Ele agradeceu publicamente ao governador pela confiança em poder coordenar uma pasta complexa e relevante

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

O atual secretário de Estado da Saúde, Valberto de Oliveira Lima, comunicou através de sua assessoria que na última sexta-feira, 24, esteve reunido com o governador Belivaldo Chagas para informá-lo do desejo de antecipar em apenas um mês a sua desincompatibilização do cargo de secretário de Estado, para disputar um cargo eletivo nas próximas eleições, no Município de Propriá.

VAI SAIR 2 Valberto ainda ressalta que deixará no dia 30 de abril a Secretaria de Saúde, em um momento que os casos de coronavírus em Sergipe estão estáveis – e destaca que esteve desde do início preparando em consonância com o Ministério da Saúde e a equipe da SES o plano de contingenciamento de combate à pandemia do novo cononavírus (Covid-19). Ele agradeceu publicamente ao governador pela confiança em poder coordenar uma pasta complexa e relevante

EM MARUIM Após a confirmação do primeiro caso de coronavírus em Maruim, o prefeito Jeferson Santana (MDB) reforçou as medidas de combate à Covid-19. O município emitiu decreto que estabeleceu estado de emergência na saúde pública e tem adotado ações como o distanciamento das bancas e instalação de lavatórios portáteis na feira livre, suspensão das aulas e monitoramento do comércio.

MENSALIDADE 1 O deputado estadual Ibrain Monteiro (PSC) apresentou duas indicações na Assembleia Legislativa sugerindo que o Governo do Estado possa intermediar nas negociações sobre a redução de mensalidades das escolas e universidades particulares. “Queremos amenizar o momento de dificuldades financeiras que atravessam os alunos e seus familiares, em todo o território sergipano, em meio a essa pandemia do novo coronavírus”, disse.

MENSALIDADE 2 O deputado diz ter conhecimento que algumas instituições de ensino já estão anunciando descontos e reduções nos valores das mensalidades, mas que é importante a somação do Governo do Estado para que esse benefício seja extensivo a todo o território sergipano. “É preciso encontrar uma fórmula, alguma compensação para as escolas e universidades, neste momento de crise, e também amenizar a situação das pessoas que estão usando o dinheiro apenas para comprar o que é essencial nesta pandemia”, acrescentou.