10/10/2017 às 15h41 - Canhoba

Ex-prefeita é condenada a devolver mais de R$280 mil

Em relatório de inspeção, a equipe técnica da 4ª Coordenadoria de Controle e Inspeção (CCI) do TCE constatou a existência de 36 falhas graves não justificadas.

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE) decidiu na sessão desta terça-feira, 10, determinar à ex-gestora da Prefeitura Municipal de Canhoba, Elinalda Pereira Santos do Bonfim, que devolva aos cofres públicos o valor de R$281.839,40, devido a irregularidades cometidas no período de janeiro a junho de 2015, durante sua gestão.

 

Em relatório de inspeção, a equipe técnica da 4ª Coordenadoria de Controle e Inspeção (CCI) constatou a existência de 36 falhas graves não justificadas pela defesa da interessada, a exemplo do superfaturamento e ausência de documentos em licitações, despesas com veículos locados que não tiveram as suas prestações de serviços identificadas, não apresentação de documentação referente a instrumentos e procedimentos inerentes ao controle e abastecimento e consumo de combustíveis, entre outras.

 

Seguindo voto do conselheiro-relator, Ulices Andrade, que acompanhou a manifestação da CCI e o parecer do Ministério Público de Contas, o colegiado julgou pela irregularidade do período, determinando a devolução do valor equivalente ao dano causado ao erário e multando ainda a ex-gestora em R$20mil.

 

A sessão da Primeira Câmara foi presidida pelo conselheiro Carlos Alberto Sobral, tendo entre os presentes o conselheiro Ulices Andrade, o conselheiro substituto Francisco Evanildo de Carvalho e o procurador Luis Alberto Meneses, do Ministério Público de Contas.

 

Outro processo julgado teve como relator o conselheiro Carlos Alberto, que votou pela legalidade, com paridade, de aposentadoria por tempo de contribuição de servidor do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Sergipe.

Comentários

comments powered by Disqus