15/05/2018 as 09:28

15 de agosto

MM diz que PT vai lançar candidatura de Lula

Sobre o registro de Lula, Márcio Macedo continuou com o tema reforçando que o título de eleitor de Lula está liberado.


Márcio Macedo, vice-presidente do diretório nacional do PT, assegurou que o partido irá registrar a candidatura de Lula à Presidência da República no dia 15 de agosto. “A prisão ilegal, arbitrária e injusta de Lula não aprisiona a sua candidatura”, afirmou o dirigente, na manhã desta segunda-feira, 14, durante entrevista no programa de rádio “Jornal da Fan”, na emissora Fan FM, com o radialista George Magalhães.

 

                                                                                                      

Na oportunidade, Márcio Macedo disse que, apesar da condenação de Lula ter sido na 2ª instância, o PT pode requerer a candidatura e inscrever o presidente Lula para disputar a eleição presidenciável deste ano. “Dia 15 de agosto, que é o prazo limite, daí tem 45 dias da eleição. Por mais célere que seja o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), se for uma decisão negativa, só se dará, dentro dos prazos legais, na boca do primeiro turno”, explicou.
De acordo com Macedo, mesmo tendo esse cenário Lula já vai estar fazendo campanha, “tendo televisão, mesmo na situação de cárcere. Se o julgamento seguir os prazos mais céleres possíveis, será no final do primeiro turno. Se mesmo assim o resultado for negativo, cabe-se recurso tanto no Supremo quanto no Supremo Tribunal de Justiça e TSE. Então é uma pendenga judicial a ser travada”, expôs.

Sobre o registro de Lula, Márcio Macedo continuou com o tema reforçando que o título de eleitor de Lula está liberado. “Ele pode constar na cédula. O PT vai registrar a candidatura. Vai acontecer isso na véspera do primeiro turno e isso é uma batalha jurídica e política que irá travar até o final. Nosso plano A, B, C, D e L chama-se Luiz Inácio Lula da Silva”, pontuou.

Acesso e comunicação com Lula
Ainda durante a entrevista, Márcio Macedo falou que segue mantendo contato com Lula e que na próxima quinta-feira, dia 17, está agendado para encontrá-lo. “Mantêm-se os advogados, familiares e foi liberado visita de amigos, sendo duas pessoas por semana nas quintas-feiras. Inclusive, estou inscrito para ir nesta quinta-feira. Se der certo, vou levar esse carinho do povo sergipano para o presidente. Conversar com ele, discutir política e matar saudade”, disse, acrescentando que Lula segue firme e sereno na prisão.

Caravana Lula Livre
Além da situação de Lula, o dirigente do PT também aproveitou para fazer um balanço da caravana “Lula Livre”. “Aqui em Sergipe temos. O povo saindo nas ruas gritando, denunciando a prisão e dizendo que está com Lula. Então, o clima está muito forte de apoio e solidariedade. Nós já fizemos 13 cidades, quatro bairros em Aracaju e vamos fazer nos 75 municípios”, analisou.

Alianças políticas
Sem adiantar como anda a situação concreta de alianças políticas, Márcio Macedo, durante a entrevista, apenas falou que o PT está conversando com alguns partidos. “Iniciamos a ampliação de debate da pré-candidatura de Lula e não só alianças nacionais, mas sim regionais também. Vamos trabalhar com alianças nacionais, regionais e estaduais que possam fortalecer e ampliar a candidatura. Que possam construir um plano de governo de resgate de projeto democrático popular para colocar o país nos trilhos novamente”, registrou.

Eleição em Sergipe
Com relação ao cenário político estadual, Márcio Macedo comentou as declarações do governador Belivaldo Chagas (PSD) já falou sobre o anseio de ter Eliane Aquino (PT) na chapa majoritária para a eleição. “Eu acho que ela canaliza hoje o que é a defesa do legado de Marcelo Déda, o que foi feito nos últimos anos, que foi importante para Sergipe. Ela tem sido uma porta-voz desse processo e é importante tê-la na chapa. Não vejo nenhum problema e acho que é um desejo pessoal de Belivaldo, que ajuda. Se concretizar, será uma chapa forte, competitiva e com capacidade de representar um projeto de melhora e transformação para nosso Estado”, concluiu.