06/06/2018 as 09:18

“Desmatadores” doam recursos para campanhas de sergipanos

Empresas repassaram quase R$ 850 mil na última eleição em Sergipe.


Em Sergipe, empresas autuadas pelo Ibama, apelidadas de “desmatadoras”, doaram R$ 849 mil para campanha de deputados federais. De acordo o “Ruralômetro”, ferramenta desenvolvida pela ONG Repórter Brasil, que avaliou o comportamento socioambiental dos parlamentares, Valadares Filho (PSB), Adelson Barreto (PR), Fábio Reis (MDB), André Moura (PSC) e Laércio Oliveira (PP) receberam esses recursos.

                                                        

Na edição do JORNAL DA CIDADE de ontem, inclusive, foi apontada a atuação legislativa dos deputados federais que prejudica o meio ambiente, indígenas e até trabalhadores rurais, na avaliação da ONG. O levantamento foi feito pela ONG Repórter Brasil, com os parlamentares eleitos em 2014 e a partir de como votam – e dos projetos de lei que elaboram.

Contudo, nesse segundo momento da análise do levantamento, o JC constatou que os parlamentares também receberam certa quantia durante o período de campanha eleitoral, antes mesmo de se tornarem legitimados como deputados federais, representantes do povo de Sergipe na Câmara de Deputados.

De acordo com o material, o deputado Laércio Oliveira (PP) foi o que mais recebeu doação e ficou em primeiro lugar na esfera estadual. Foram R$ 507.403, o que equivale a 35,5% do total recebido pelo parlamentar de empresas que receberam autuação no Ibama. A ONG Repórter Brasil apontou duas doações indiretas – uma de R$ 199.986 e outra de R$ 307.417, da Construtora Andrade Gutierrez S/A e Salobo Metais S/A, respectivamente.

Em segundo lugar no patamar de doações está Valadares Filho (PSB), que recebeu R$ 230.840, o que equivale a 39,4% do total recebido. Assim como Laércio, o parlamentar recebeu doações indiretas de duas empresas: Salobo Metais S/A, com R$ 100 mil, e Cenconsud Brasil Comercial Ltda, com R$ 130.840.

No terceiro lugar, Fábio Reis (MDB) teve uma doação indireta de R$ 100 mil de empresa que recebeu autuação do Ibama – a Construtora Andrade Gutierrez S/A. Conforme o levantamento, a quantia equivale a 31,5% do total recebido pelo parlamentar.


Com uma quantia menor, o deputado Adelson Barreto (PR) auferiu a doação indireta no valor de R$ 11.080, o que equivale a 14% do total recebido pelo parlamentar. A empresa doadora foi Salobo Metais S/A, que, de acordo com a ONG Repórter Brasil, recebeu autuação no Ibama. Além dele, teve o deputado André Moura (PSC), que recebeu R$ 275 de doação indireta da mesma empresa.