06/06/2018 as 13:19

Política

Américo de Deus lamenta que Lei da Meia Passagem não esteja sendo cumprida

Segundo o parlamentar, a lei foi aprovada e precisa entrar em vigor para beneficiar a população.


O vereador Américo de Deus (Rede) ocupou a Tribuna no Grande Expediente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) para destacar sua lamentação com relação a não execução da Lei n° 5.024, que obriga as empresas de ônibus coletivo de Aracaju a cobrarem apenas 50% da tarifa aos domingos. Segundo o parlamentar, a lei foi aprovada e precisa entrar em vigor para beneficiar a população.

“Quero me solidarizar com todos os usuários do transporte coletivo de Aracaju. Se a lei foi aprovada, ela tem que ser cumprida, não pode acontecer isso que determinaram. O benefício é para a população que precisa desta passagem, a meia passagem é apenas aos domingos. O Setransp e a SMTT tem que colocar em prática essa lei”, enfatizou Américo.

Greve dos médicos

Outro assunto discutido pelo vereador foi sobre a greve dos médicos do município de Aracaju, que reivindicam o reajuste salarial, pois segundo a categoria não ocorre há dois anos, além da abertura de um canal de negociação. “Essa é uma greve justa porque solicitam o que são seus direitos, como o reajuste salarial. Mas, infelizmente, quem perde com a greve dos médicos é a população, que fica sem assistência médica por causa dessa situação. Serão menos procedimentos, menos exames e consultas e as pessoas sofrendo. Então peço ao prefeito Edvaldo Nogueira, ao secretário de Finanças, Jeferson Passos, e a secretária municipal de Saúde, Waneska Barboza, para que conversem e negociem com os médicos porque a população não pode ficar esperando”, frisou.

Forró Caju

Também durante a sua fala, Américo de Deus ressaltou que no palco principal do Forró Caju precisava de mais artistas locais. “Estou muito feliz que esse ano será realizado o Forró Caju, que valoriza a nossa cultura. Mas quero aqui lastimar que infelizmente, apenas 30% dos artistas sergipanos vão tocar do palco principal. Infelizmente o forró será composto mais uma vez por artistas nacionais e esquecem de valorizar o nosso autêntico forró e os artistas locais, que tem qualidade sim. Também destaco que as quadrilhas juninas não tiveram nenhum auxílio financeiro”, explicou.

Em aparte, o vereador Isac Silveira (PCdoB) também lamentou que no Forró Caju não esteja valorizando os artistas locais, colocando apenas um número limitado de artistas.

Para finalizar, o parlamentar ainda destacou sobre o Dia do Meio Ambiente, comemorado no dia 5 de junho, e reforçou o II Simpósio da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco que está sendo realizado na Universidade Federal de Sergipe (UFS).