13/09/2018 as 07:57

Política

Candidatos já arrecadaram R$ 5 milhões para a eleição

Apenas Emerson Ferreira e Mendonça Prado receberam doações de pessoas físicas.


Os nove candidatos que estão disputando o Governo de Sergipe já arrecadaram mais de R$ 5 milhões para a campanha eleitoral deste ano. Foram exatos R$ 5.125.451,00, repassados através das direções partidárias, principalmente. Até o momento, apenas dois postulantes ao cargo de governador receberam doações de pessoas físicas: Emerson Ferreira (Rede) e Mendonça Prado (DEM).


Os candidatos que arrecadaram mais verbas para gastar na campanha são exatamente aqueles que lideram as pesquisas: Belivaldo Chagas (PSD), Valadares Filho (PSB) e Eduardo Amorim (PSDB). Confira na tabela ao final do texto quanto cada um deles já possui disponível para os gastos eleitorais.


Todas as informações publicadas foram informadas pelos candidatos e estão disponíveis no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Alguns números chamam a atenção. Por exemplo, quem mais recebeu doações de pessoas físicas foi o candidato da Rede Sustentabilidade, Emerson Ferreira.


Até o momento, foram arrecadados pouco mais de R$ 36 mil, através de 22 doadores. Ele também é o único que declarou ter recebido valores de financiamento coletivo.
Há ainda quem está na campanha com recursos próprios, como é o caso do candidato Milton Andrade (PMN). Ele declarou apenas R$ 50 mil, até o momento, fruto de uma autodoação.


Outro que também está sendo ajudado por amigos e parentes é o ex-deputado Mendonça Prado (DEM). Ele declarou três doadores e um total arrecadado de R$ 147 mil. Dois doadores possuem o mesmo sobrenome do ex-deputado.


O candidato Belivaldo Chagas (PSD) declarou ter recebido R$ 2,2 milhões, sendo que os R$ 200 mil foram frutos da doação do empresário Luciano Franco Barreto. Já os R$ 2 milhões são advindos do diretório estadual do partido.


Os únicos candidatos que ainda não declararam nenhuma fonte de recurso para a campanha foram João Tarantella (PSL) e Gilvani Santos (PSTU). Já os candidatos Eduardo Amorim (PSDB) e Márcio Souza (Psol) declararam apenas recebimentos dos diretórios estaduais dos seus respectivos partidos.


Amorim recebeu R$ 1,5 milhão e Márcio Souza pouco mais de R$ 14 mil.

Max Augusto/Equipe JC