11/10/2018 as 15:56

POÇO REDONDO

TRE-SE cassa mandatos de prefeito e vice-prefeito

Políticos de Poço Redondo perderam seus mandatos por prática de atos que desequilibraram o pleito de 2016


TRE-SE cassa mandatos de prefeito e vice-prefeitoFoto: Divulgação

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE) concluiu o julgamento dos embargos de declaração apresentados por Ademilson Chagas Júnior e Manoel Rodrigues da Silva, prefeito e vice-prefeito do município de Poço Redondo, e cassou, por maioria, os respectivos mandatos.

O prefeito e o vice-prefeito de Poço Redondo perderam seus mandatos por prática de atos que desequilibraram o pleito de 2016: concessão a terceiros de 107 autorizações de abastecimento de combustível no Posto São Jorge, expedida pelo então candidato Ademilson Chagas Júnior, que alcançou o importe de R$ 22.100,50 (vinte e dois mil e cem reais e cinquenta centavos).

No dia 2 de outubro, a relatora do processo, juíza Áurea Corumba de Santana, e outros quatro membros da corte haviam votado no sentido de conhecer e desprover os embargos de declaração e, de ofício, determinar o imediato afastamento de Ademilson Chagas e Manoel Rodrigues. Em razão do pedido de vista do juiz José Dantas de Santana, o julgamento foi suspenso e concluído hoje.

Ficaram vencidos os votos do juiz José Dantas de Santana (que entendeu haver divergência entre o endereço do mandado de busca e o local da diligência) e da juíza Maria Denize de Barros Figueiredo. Votaram pelo afastamento imediato dos chefes do Poder Executivo de Poço Redondo a juíza relatora Áurea Corumba de Santana, o presidente do TRE-SE, Des. Ricardo Múcio, o corregedor e vice-presidente, Diógenes Barreto, o juiz Marcos Garapa e a juíza Dauquíria Ferreira.

Fonte: TRE/SE











Quer receber as melhores notícias no seu Whatsapp?

Cadastre seu número agora mesmo!

Houve um erro ao enviar. Tente novamente mais tarde.
Seu número foi cadastrado com sucesso! Em breve você receberá nossas notícias.