25/10/2018 as 09:28

Eleições 2018

Planos de governo registram ações para combater a seca

A Defesa Civil informou que 17 municípios de Sergipe estão em situação de emergência por causa da seca


Planos de governo registram ações para combater a seca

A Defesa Civil informou que 17 municípios de Sergipe estão em situação de emergência por causa da seca. O período de estiagem no Estado é um cenário crítico que assola boa parte do semiárido e por essa razão os candidatos Belivaldo Chagas (PSD) e Valadares Filho (PSB) inserem nos respectivos planos de governos propostas para driblar ou amenizar o cenário na vida dos sertanejos.

De acordo com o plano de Belivaldo Chagas, apresentado e publicado no portal do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o candidato propõe dentro do eixo “sustentabilidade dos recursos naturais” um tópico específico sobre o tema da seca que o caracteriza como “convivência com o semiárido”.
No material, Belivaldo sinaliza que promete viabilizar a “implementação de tecnologias alternativas de convivência com as adversidades do clima semiárido no território sergipano”. Segundo o candidato, o principal obstáculo para a estabilização da produção agrícola está “associado à instabilidade climática e ao manejo inadequado dos solos, que em geral se apresentam rasos, erodidos e compactados, acarretando baixa capacidade de retenção de umidade”.

Para o caso, Belivaldo enumera três medidas para a seca em Sergipe: apoiar a implementação das práticas de lavoura seca – captação da água de chuva “in situ”, os terraços de retenção, cobertura morta, o plantio direto, as práticas edáficas e vegetativas e outras; garantir água à população difusa para os múltiplos usos; implantar modelo de gestão, operação e manutenção de sistemas singelos de abastecimento para pequenas comunidades rurais.

Já no plano de governo de Valadares Filho, o candidato pontuou por tópicos no item “recursos hídricos” que pretende “articular, com as bancadas federais, de Sergipe e da Bahia, a construção do Canal de Xingó, proporcionando a oferta de água para abastecimento público, dessedentação animal e irrigação, beneficiando municípios sertanejos que apresentam carência hídrica para o desenvolvimento de suas atividades econômicas”.
Segundo Valadares, para a gestão é preciso “viabilizar a captação de recursos para duplicação da adutora sertaneja para abastecimento de comunidades no semiárido”. Para resolver a estiagem, o candidato coloca como proposta estabelecer programa de enfrentamento das secas, através do financiamento de aguadas e tanques para suprir o abastecimento de água para animais; elaborar estudos para apontar novas alternativas de captação de água; e fortalecer os Comitês de Bacias Hidrográficas, visando a democratização do planejamento do uso racional da água e do uso sustentável dos recursos naturais.


Valadares Filho acredita ainda na necessidade de fortalecer a articulação, sob o aspecto de gestão e execução, do programa Água Doce com o Ministério do Meio Ambiente. “Estabelecer articulação com o Banco Mundial, visando prorrogar o prazo do Programa Águas de Sergipe”, registra no plano de governo.