28/02/2019 as 08:20

APESAR DOS CONTRATEMPOS

Obra de reforma na Assembleia segue cronograma planejado

Serviço deve ser concluído em nove meses e está orçado em R$ 6,9 milhões


Obra de reforma na Assembleia segue cronograma planejadoFoto: Jadilson Simões

Apesar de uma demora na finalização da obra, o cronograma de execução da reforma que vem sendo feita na fachada e hall do prédio sede da Assembleia Legislativa de Sergipe, localizado na Avenida Ivo do Prado, está seguindo o curso normal e previsto. De acordo com a Direção de Comunicação da Casa, inclusive deverá ficar pronto em meados de abril ou maio.


Conforme o JORNAL DA CIDADE vem acompanhando, e até mesmo como consta na publicização da obra exposta no prédio, o serviço deve ser concluído em nove meses e está orçado em R$ 6,9 milhões – exatamente R$ 6.953.135,38, sendo executado pela construtora J J LTDA – EPP, seguindo o processo licitatório (sob o regime de empreitada por preço unitário).


Segundo o diretor de Comunicação, Marco Aurélio, mesmo com o cronograma dentro do esperado ocorreu um imprevisto no andamento da obra. “Aqui houve um questionamento na Justiça. Uma obra pública tem o seu rito diferente de uma obra privada. Na iniciativa privada, quando o empresário vai fazer uma obra, ele define o orçamento, prazo e contrata a empresa. Já na pública há um diferencial gigante, pois tem a questão da licitação”, detalhou.


Para o JC, a direção contou que algumas vezes a empresa que ganha “não tem lastro para continuar a obra e desiste”. “Aí desiste e precisa chamar uma empresa que ganhou em segundo lugar, pagando o preço da primeira e este não aceita. Precisa cancelar essa licitação e chamar uma outra. Tivemos alguns questionamentos aqui e esses são legais, dentro do arcabouço jurídico. Sanado lá no Judiciário, a obra retoma e está num ritmo muito bom. A previsão de entrega é no mês de abril para maio”, detalhou Marco Aurélio.

Obra
A reforma da fachada e do hall do prédio da sede da Assembleia Legislativa teve data da ordem de serviço registrada em 26 de julho de 2019 e com prazo de execução em nove meses.


“Há uma confusão aqui com relação à obra da Assembleia. As pessoas imaginam que a obra é aquela que começou com a retirada das placas. Aquela foi uma, mas emergencial porque caíram placas. Contratamos uma empresa para retirar aquelas placas. Foram retiradas e assim finalizou.

Aí iniciamos uma nova obra que é a da fachada e do hall. Foi por isso que aconteceram alguns questionamentos jurídicos que atrasaram esse cronograma”, finalizou.

Acidente com vergalhão
Após um vídeo circular nas redes sociais de um vergalhão que atingiu um veículo no estacionamento privado em decorrência da obra na Assembleia, a Casa Legislativa informou que as medidas foram tomadas de imediato “objetivando a prestação de toda a assistência à proprietária do automóvel pela empresa responsável pela obra”.

Por Mayusane Matsunae/Equipe JC