08/03/2019 as 08:18

Críticas

Georgeo Passos: “Gualberto é um contador de estórias”

Líder da oposição e vice da Alese discutem dados financeiros do governo


Georgeo Passos: “Gualberto é um contador de estórias”Foto: Assessoria parlamentar

“A Assembleia Legislativa de Sergipe tem o seu próprio Forrest Gump – o deputado Francisco Gualberto”. A inusitada afirmação é do deputado estadual Georgeo Passos, Rede, que usou o grande expediente da sessão plenária dessa quinta-feira, 7, para rebater duramente a fala do deputado Francisco Gualberto, PT, que na semana passada o acusou de “falsear informações e faltar com a verdade” para analisar as finanças do Estado.


As críticas de Gualberto foram feitas em plenário um dia após Georgeo revelar que o Governo do Estado aumentou sua arrecadação nos últimos anos. No discurso dessa quinta, Georgeo reafirmou os números que apresentou sobre a receita corrente do Estado na qual, segundo informações da Secretaria de Estado da Fazenda, Sergipe arrecadou em 2018 mais de R$ 10 bilhões. “Fiz a leitura de um dado público. E com os números a gente não pode brincar”, disse o parlamentar.


Para o deputado da Rede, ao defender o Governo desvirtuando informações, Gualberto assemelha-se a um famoso personagem do cinema: o Forrest Gump, protagonista de filme homônimo estrelado pelo ator norte-americano Tom Hanks. “Lembrei do Forrest Gump e o deputado Gualberto é o nosso Tom Hanks, pois ele sempre tenta desviar o foco de assuntos sérios com alguma estória”, alfinetou.


“Sabemos que ele é um excelente contador de lorotas, mas na matemática Gualberto deve ter faltado algumas aulas. Falamos sobre receita corrente. Diferentemente do que ele tratou, dizendo que eu estava falseando informações, reafirmo que mais uma vez não menti. Não tenho interesse em criar factoides e fazer com que números que estão disponíveis para a sociedade sejam mudados. Inclusive, mencionei algumas despesas do Estado, como a de pessoal”, completou.


“Mais uma vez, o deputado Gualberto falou e não provou nada. Diferentemente de mim, que trouxe dados retirados da Sefaz. Seria muito fácil desmascarar o que afirmei – bastava pegar uma declaração da Sefaz demonstrando que não houve aumento da receita. Mas, lógico, como isso não é verdade, ele não tem como provar o que disse”, desafiou.


Ainda em seu pronunciamento, Georgeo apresentou um vídeo com o trecho de um debate em que o então candidato Belivaldo Chagas garantiu que não aumentaria impostos após eleito. Contudo, já no final do ano passado, o governador enviou para a Assembleia três projetos de lei aumentado tributos. “Se sou mentiroso, o que o então ex-líder do Governo, deputado Gualberto, tem a dizer sobre Belivaldo?”, questionou.


“Fui chamado de mentiroso nesta Tribuna. Mas o que Gualberto acha de um cidadão que coloca seu nome à disposição da sociedade para ser candidato, em determinado momento fala algo e depois faz tudo diferente? Nesse caso se enquadraria como alguém que mente para a sociedade.

Ele diz que falseei a verdade por trazer um dado real. Se alguém faltou com a verdade com o povo não fui eu. Não fui eu que fiz falsas promessas querendo apenas o voto. Isso aí sim é uma mentira”, recriminou Georgeo.