12/03/2019 as 09:00

Tribuna

Deputada denuncia aterramento de lagoa

A parlamentar coloca que parte da Lagoa Doce já foi aterrada e questionou as licenças concedidas pelos órgãos fiscalizadores.


Deputada denuncia aterramento de lagoa

A deputada estadual Kitty Lima (Rede) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na tarde dessa segunda-feira (11), para denunciar um possível crime ambiental: a obra de esgotamento sanitário promovida pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso). A parlamentar coloca que parte da Lagoa Doce já foi aterrada e questionou as licenças concedidas pelos órgãos fiscalizadores.


Kitty Lima lembrou que a Jabotiana é reconhecidamente o “último bairro verde de Aracaju” e lamentou que a área aterrada com a obra tenha atingido a Lagoa Doce. “O bairro sofre enchentes e a Lagoa dá suporte nessa extensão. Isso vai prejudicar toda aquela comunidade”, denunciou, pontuando que se trata de um crime ambiental, porque “os peixes estão morrendo! Fizeram uma obra sem nenhum estudo de impacto ambiental”.

A deputada disse ainda que está trabalhando para conter os prejuízos ambientais da obra, afirmando que já teve uma reunião com a Deso e lamentando a forte influência da especulação imobiliária. “Pensam tanto no lucro e esquecem de preservar o meio ambiente”.

Mais adiante, Kitty Lima disse que a obra de esgotamento sanitário é importante, mas não pode ser a custo do meio ambiente. “Já nos reunimos com os manifestantes que foram ao local da obra e nós achamos que tem coisa por trás disso! Vamos trabalhar para paralisar esta obra. Vou falar com o secretário e ainda não consegui falar com o governador”.

Por fim, Kitty Lima anunciou que vai requerer dos órgãos fiscalizadores explicações sobre a autorização para a Deso realizar esta obra. “Vamos buscar informações destes órgãos. Se manifestem! Não entendo como a Adema autorizou esta obra”, disse, lamentando os danos ambientais e os transtornos para a comunidade da Jabotiana.