03/06/2019 as 14:17

CAIXA 2

STF arquiva inquérito contra Maria do Carmo e Eduardo Amorim

O arquivamento foi deferido após manifestação da PGR


STF arquiva inquérito contra Maria do Carmo e Eduardo AmorimFoto: Roque de Sá/Agência Senado

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski arquivou o inquérito 4.438, que investigava a destinação de recursos da Odebrecht que supostamente foram destinadas para as campanhas da senadora Maria do Carmo Alves (DEM) e do ex-senador Eduardo Amorim em 2014.

O arquivamento foi deferido após manifestação da Procuradoria Geral da República (PGR). Na decisão, o ministro do STF ressaltou que os destacamentos da PGR constataram que não havia suporte que materializasse a denúncia.

De acordo com a denúncia, ambos receberam pagamento de viagens que não foram contabilizados em suas campanhas eleitorais, com um total de R$ 600 mil, custeados pela Odebrecht, a pedido do ex-governador João Alves Filho, esposo de Maria do Carmo.

O relatório de Análise de Polícia Judiciária, apontou que o repasse, contudo, foi feito diretamente para o Diretório Nacional dos partidos dos investigados. 

Eduardo Amorim se manifestou por meio de nota sobre o caso. "Como médico especialista em tratamento da dor, vivi uma das piores dores que existe: a dor da injustiça. Fui acusado do que nunca fiz, nunca vi. Mas a consciência sempre esteve tranquila, porque a verdade é única e sempre prevalece", disse.