05/06/2019 as 09:11

Municípios

Frente Parlamentar vai discutir fechamento dos matadouros

Dilson de Agripino assegurou que o problema estará na pauta dos deputados.


Frente Parlamentar vai discutir fechamento dos matadourosFoto: Divulgação

Após a oficialização da Frente Parlamentar em Defesa dos Municípios Sergipanos e com a tramitação do registro de criação, o autor da iniciativa, deputado estadual Dilson de Agripino (PPS), assegura que o próximo passo a ser dado deverá envolver a questão dos matadouros no Estado. “Algo de grande importância”, destacou.


De acordo com Dilson de Agripino, a oficialização da frente ocorreu com a audiência pública, inclusive, conforme matéria publicada na edição do dia 28 de maio do JORNAL DA CIDADE. “Agora vai estar sendo avaliada com os companheiros da Casa, depois registrada. Isso a gente tem em média mais uns 15 dias. Depois de registrada, feita composição e presidência, existência e com a participação de todos, a Frente começa com o plano de trabalho”, detalhou.


Dilson de Agripino aproveitou ainda para frisar que o objetivo principal é fomentar e articular junto com todos os municípios as necessidades e dificuldades encontradas na gestão. “Por exemplo, tramita na Assembleia a problemática com o Governo do Estado sobre as emendas parlamentares”, pontuou.


O deputado Agripino complementou que a proposta é de somar esforços. “É mais uma força. Porque nós temos em Sergipe três associações municipalistas: a Associação dos Municípios Região Centro-Sul (Amurces), Associação dos Municípios da Barra do Cotinguiba e do Vale do Japaratuba (Ambarco) e Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (Fames). Então, cria-se a Frente aqui no Estado, criou-se a Frente Parlamentar Mista em Brasília e já tem a Confederação Nacional de Municípios (CNM). É uma forma da Casa estar junto com os municípios dizendo aos prefeitos que estamos juntos nas discussões”, frisou.

Pautas
Dessa maneira, com a finalidade da Frente definida, Agripino adianta que já há pautas pré-prontas para serem debatidas, como a questão dos matadouros. “Já existem pautas a nível nacional como também estadual. Em Sergipe os matadouros, algo de grande importância. Há ainda os repasses do Governo de Sergipe para os municípios. No âmbito do governo federal, tem 1% do FPM”, registrou.


Por fim, o deputado estadual garantiu que as pautas serão discutidas após a implantação real da frente municipalista. “Para o registro será feita uma reunião com as associações em Sergipe”, concluiu.