05/07/2019 as 07:57

Tragédia

Tragédia com empresário cancela evento sobre gás

Após o suicídio, simpósio que contava com a presença de ministro foi suspenso. Laércio e Albano estavam no local e destacaram a história de Sadi Gitz.


Ontem, com o incidente envolvendo o empresário Sadi Paulo Castiel Gitz, resultando em sua morte trágica, o Simpósio de Oportunidades que iria abordar o novo cenário do gás natural em Sergipe foi cancelado. Sobre o episódio, políticos lamentaram a fatalidade e destacaram o trabalho desenvolvido pelo empresário no Estado.


O simpósio promovido pelo governo estadual iria trazer a discussão da importância da descoberta do gás natural para Sergipe. Mas, foi cancelado devido à morte do empresário do ramo da cerâmica.


De acordo com o deputado federal Laercio Oliveira (PP), que estava no local, o simpósio precisou ser interrompido por não ter “mais clima”. “Até em respeito à família e em memória. Um fato como esse entristece todos nós”, comentou.


Ainda atordoados com o acontecimento, os políticos permaneceram no local do episódio e buscavam entender o que ocorria. “Ele deu provas com sua responsabilidade empresarial de muitos anos ter crescido e funcionado a cerâmica. É lamentável, tendo em vista as dificuldades pelas quais ele estava atravessando e fazer o que fez”, disse Albano Franco, ex-governador.


Já o governador Belivaldo Chagas (PSD) prestou solidariedade à família. “Não esperávamos jamais que um evento dessa magnitude pudesse acontecer. Um evento voltado para o Brasil pela importância do tema, mas nesse momento o mais importante é prestar nossa solidariedade à família do Sadi. Ele era um empresário que prestou serviço a Sergipe e que estava passando por um momento de dificuldades com a sua empresa, exatamente o que estamos buscando hoje com o barateamento do gás”, frisou.

Simpósio
O simpósio de oportunidades estava com cerca de 500 pessoas inscritas e presentes ontem para a solenidade de abertura. Para iniciar o evento, estavam o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o presidente da Agência Nacional de Petróleo, Décio Oddone, o governador Belivaldo Chagas, o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) e os deputados estaduais.











Quer receber as melhores notícias no seu Whatsapp?

Cadastre seu número agora mesmo!

Houve um erro ao enviar. Tente novamente mais tarde.
Seu número foi cadastrado com sucesso! Em breve você receberá nossas notícias.