15/10/2020 as 08:48

ELEIÇÕES 2020

Candidatos já arrecadaram R$ 3 milhões para campanha

Os 11 postulantes ao comando da Prefeitura de Aracaju gastaram R$ 2 milhões

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

Faltando um mês para o primeiro, turno do pleito deste ano, os 11 candidatos que disputam o comando da Prefeitura de Aracaju já receberam mais de R$ 3 milhões – exatamente a quantia parcial de R$ 3.141.302,69 – para realizar a campanha eleitoral. Enquanto a despesa, até o fechamento desta matéria, o valor declarado atinge mais de R$ 2 milhões.

De acordo com as informações do portal da Justiça Eleitoral, a maioria dos candidatos a prefeito da capital sergipana declarou ter recebido recursos para elaboração da campanha oriundos dos partidos, seja do diretório estadual ou da executiva nacional. A divulgação da quantia recebida é obrigatória e, segundo o calendário eleitoral, o prazo final para apresentar os valores ao órgão termina no dia 25 de outubro.

Sendo assim, até o fechamento da edição, os candidatos Alexis Pedrão (Psol), Almeida Lima (PRTB), Juraci Nunes (PMB) e Lúcio Flávio (Avante) ainda estavam como “não há prestação de contas”, conforme a exposição no portal da Justiça Eleitoral.

Receitas

Conforme pesquisa feita pela equipe do JORNAL DA CIDADE, os valores recebidos para campanha já variam entre R$ 1,9 mil a R$ 1,5 milhão. É salutar registrar que os candidatos devem obedecer ao limite legal para o primeiro turno deste ano, que é de R$ 4.286.917,89.

A candidata Delegada Danielle (Cidadania) recebeu o valor de R$ 285.277,69 para realizar campanha. Segundoa Justiça Eleitoral, 94,97% da quantia foi feita pelo diretório estadual do partido Cidadania – que representa R$ 270.927,69. A doação feita por pessoa física é de R$ 10.350,00. Ainda na página que contém as informações da candidata, é apresentada a despesa de R$ 2.016.690,58 – que será detalhado na matéria a seguir.

Enquanto isso, o candidato Delegado Paulo Márcio (DC) vem apresentando o menor valor da campanha para Aracaju: R$ 1,9 mil – sendo 52,63% do valor aplicado do diretório estadual do DC e os demais por pessoas físicas.

Já Edvaldo (PDT) apresenta a maior receita para a eleição deste ano: R$ 1.529.500,00. O portal da Justiça Eleitoral registra que 98,07% do valor (R$ 1,5 milhão) foi da executiva nacional e 1,93% de doação de pessoas físicas.

Georlize (DEM) recebeu 100% do valor da sua campanha da executiva nacional do partido que está filiada – R$ 200 mil. Assim como ela, a candidata Gilvani Santos (PSTU) também recebeu toda a quantia da legenda: R$ 4.875.

Outro que recebeu grande apoio do partido foi o candidato Márcio Macedo (PT). A executiva nacional do partido depositou R$ 469 mil na campanha – o que representa 99,84%. Ao todo, a receita do petista é de R$ 469.750,00.

Além deles, o candidato Rodrigo Valadares (PTB) recebeu uma força financeira tanto do diretório estadual do partido como da nacional. A quantia total é de R$ 650 mil para a campanha eleitoral – sendo R$ 500 mil pela sigla em Sergipe e R$ 150 mil da executiva.

Repórter: Mayusane Matsunae 

Foto: Ilustração