02/05/2018 as 14:09

Saúde

Influenza: municípios precisam informar sobre doses aplicadas durante campanha

Sergipe mantém o objetivo de vacinar, no mínimo, 460 mil pessoas, o equivalente a 90% da população prioritária, conforme meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS).


Com o início da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, na última segunda-feira, 23, Sergipe mantém o objetivo de vacinar, no mínimo, 460 mil pessoas, o equivalente a 90% da população prioritária, conforme meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS). No entanto, para facilitar o acompanhamento de cada município sergipano nesse processo, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) almeja receber das secretarias municipais informações precisas sobre o desenvolvimento da campanha em sua localidade.

A gerente do Núcleo de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Sândala Teles, esclarece que a cobertura vacinal no território corresponde a apenas 7,08%. Percentual esse que tende a ser bem maior, mesmo no período inicial da campanha, visto que 30 municípios sergipanos ainda não encaminharam para a SES os dados relacionados obtidos com a vacinação até o presente momento. “Conforme notificado no Estado, apenas 5,05% das crianças almejadas foram vacinadas contra a Influenza; 6.62% dos profissionais de saúde; 8,62%das gestantes; 12,57% das puérperas; 8,57% dos idosos e 5,25% dos professores”, explicou Sândala.

Com base nos informes emitidos pelos 45 municípios, 30.634 doses foram aplicadas em todo o estado, sendo 16.255 administradas em idosos e 7.555 em crianças. A campanha será realizada em todos os postos de saúde até o dia 1º de junho, conforme recebimento gradativo das doses por parte do MS, quantitativo esse capaz de imunizar 100% dessa população, que compreende grupos prioritários formados por crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes em qualquer idade gestacional; puérperas até 45 dias após o parto; profissionais da área de saúde; professores da rede pública e privada; pessoas com comorbidade, ou seja, que apresentam alguma doença, seja ela cardiopata, pneumopata ou diabetes.

A vacinação também deverá chegar aos presídios, através de agendamento realizado por profissionais da saúde que atuam na Rede de Atenção Básica. Sergipe possui, em média, 350 postos de saúde distribuídos nos seus 75 municípios, tanto no que se refere às unidades fixas, quanto às volantes, que consistem na ida das equipes de saúde até a zona rural.

Dia D

Seguindo Sândala, os cidadãos precisam estar atentos a outra grande ação em favor da imunização, que acontecerá no próximo dia 12 de maio, o ‘Dia D’ de mobilização para multivacinação, que objetiva atualizar as cadernetas de vacinas. Sendo um sábado, torna-se mais fácil conduzir pessoas aos postos de saúde, que estarão voltados somente para a vacinação, das 8h às 17h. Durante a semana, as salas de vacinação dessas unidades continuarão em funcionamento, mas com outras atribuições.

A gerente do Núcleo de Imunização da SES orienta ainda os doadores de sangue, para que procedam com a doação antes da vacinação. Quando vacinado, estes deverão aguardar prazo de 48 horas para realizar nova doação. No Dia D, quem recebeu todas as vacinas na infância, porém, na adolescência ou fase adulta perdeu de vista seu cartão de vacinação, que sendo um documento, precisa ser bem guardado, terá a oportunidade de atualizar a carteira vacinal ou, em caso de perda, recomeçar o esquema de algumas vacinas.