30/07/2018 as 17:24

Saúde

Ações de combate às hepatites virais são realizadas na praça Zilda Arns

A ação foi realizada pelo Programa de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST's), da Vigilância em Saúde de Aracaju, e teve como objetivo promover a prevenção, o diagnóstico sobre a doença e a imunização.


Ações de combate às hepatites virais são realizadas na praça Zilda ArnsFoto: Ascom/SMS

Prosseguindo com a programação alusiva ao Julho Amarelo - mês de conscientização da prevenção e diagnóstico de hepatites virais -, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realizou nesta segunda-feira, 30, testagens rápidas para detecção da doença e vacinação da hepatite B destinada ao público específico de idosos, profissionais de salões de beleza e estúdios de tatuagem, através do Previna Móvel, na praça Zilda Arns, bairro Jardins.

A ação foi realizada pelo Programa de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST's), da Vigilância em Saúde de Aracaju, e teve como objetivo promover a prevenção, o diagnóstico sobre a doença e a imunização. Durante toda a manhã, foram realizados 186 testes rápidos para detecção das hepatites e aplicadas 93 doses da vacina contra a hepatite tipo B.

De acordo com a assessora técnica do Programa de ISTs da SMS, Débora Oliveira, diversas medidas podem ser tomadas para a prevenção da doença. "Nossa orientação é que devem ser evitadas atitudes como o compartilhamento de escova de dentes, seringas e agulhas. Além disso, é aconselhável utilizar utensílios próprios e devidamente higienizados ao ir à manicure ou pedicure, uso de materiais descartáveis para aplicações de piercings e tatuagens, usar camisinhas nas relações sexuais, vacinar-se contra a hepatite A e B, e exigir das autoridades públicas de saúde os testes antes de transfusões de sangue", explicou.

Roda de conversa

O evento também contou com a realização da Roda de Conversa, que tratou sobre as hepatites e prevenção de acidentes com material biológico. A enfermeira do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), Dernivânia de Andrade, ressaltou os tipos de hepatites virais, causas, formas de contágios e, sobretudo, da prevenção.

"As hepatites virais são provocadas por um tipo de vírus e têm diferentes formas de prevenção e tratamento. A hepatite A, por exemplo, é uma infecção aguda transmitida por meio de água e alimentos contaminados. Já as hepatites B e C, são infecciosas e transmitidas através do sexo sem proteção e no compartilhamento de seringas e objetos cortantes", falou a enfermeira.

A depiladora e manicure, Marlene da Graça, que participou das ações, avaliou-as como esclarecedoras. "Cheguei logo cedo para me vacinar e fiquei muito feliz por eles terem realizado aqui na praça que fica perto da minha casa, pois facilitou muito a minha deslocação", relatou.

Já o aposentado Juracy Santos foi surpreendido positivamente com o Previna Móvel e aproveitou o momento para se prevenir. "Quando soube da novidade, vim correndo me vacinar, com minha carteira de vacinação", afirmou.