01/08/2018 as 14:41

Jabotiana

Prontuário eletrônico é implantado na USF Manoel de Souza

A unidade é a terceira a implantar o Sistema de Gestão da Informação em Saúde de Aracaju.


Dando continuidade à implantação do prontuário eletrônico das Unidades de Saúde da Família (USF) de Aracaju, nesta terça-feira, 31, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) levou o novo sistema para a USF Manoel de Souza, localizada no bairro Jabotiana. A unidade é a terceira a implantar o Sistema de Gestão da Informação em Saúde de Aracaju, que além de substituir a ficha de papel, cria um cadastro digital único do paciente, com o histórico de atendimentos, prescrições médicas, acesso a medicamentos e seu estado de saúde.

Gerente da unidade, Vanderson Almeida destacou a importância do novo sistema e dos benefícios que ele traz tanto para o usuário quanto para o servidor. "O paciente faz sua marcação na recepção da unidade, já fica agendado o atendimento e, no dia da consulta, ele já é direcionado para a sala correta. Com o prontuário, será possível evitar a duplicidade de cadastros, economizar e sanar a perda de informações do paciente devido ao uso do papel", afirmou.

Ainda segundo Vanderson, o prontuário eletrônico traz também mais segurança às informações, além de contribuir para a melhoria da produtividade e de permitir um maior controle ao estoque de medicamentos.

Benefícios

Usuário da USF Manoel de Souza, o motoboy Marcos Antônio dos Santos comemorou o início do funcionamento do sistema de informatização. "Sempre sou muito bem atendido e acolhido aqui. Não tenho o que reclamar, mas agora com o prontuário eletrônico, o atendimento vai ficar ainda melhor e mais rápido", destacou.

A enfermeira da unidade, Irene de Deus, também apontou alguns dos benefícios do prontuário eletrônico, destacando como mais importante a agilidade significativa no atendimento aos cidadãos e a eficiência no diagnóstico e tratamentos oferecidos. "Quando um paciente sai da rede de atenção básica e busca a urgência, o enfermeiro ou médico que o atende não possui informações dos exames que ele já fez, qual medicamento que ele usa, etc. É como se ele estivesse recomeçando o tratamento. Mas agora, com a informatização dos dados, o médico também vai poder acessar o histórico do paciente, sua reação aos medicamentos e a evolução de seu tratamento, criando uma visão mais clara para quem está examinando", ressaltou.

Isso vai acontecer porque o Sistema de Gestão da Informação em Saúde de Aracaju integrará todas redes de atendimento municipal, como a Rede de Atenção Primária (Reap), a Rede de Urgência e Emergência (Reue) e a Rede de Atenção Psicossocial (Reaps) e também com os Centro de Especialidades Médicas (Cemar), formando um cadastro único.

"Com isso, o prontuário veio para trazer à atenção básica um modelo de serviço com inovação, tecnologia, mas principalmente transparência e segurança aos usuários, além de uma melhor forma de controle de todas as ações que são realizadas", explicou o responsável técnico na área de sistema de informação da Rede de Atenção Básica, Victor Tavares.

SMS