03/10/2018 as 15:36

THAIS BEZERRA

TB entrevista Jouberto Uchôa

O marco dos 40 anos de jornalismo sergipano praticado com ética, garra e responsabilidade neste caderno semanal rememora instituições genuínas do Estado que atuam com lisura, como a Universidade Tiradentes. Em 2018, a Unit comemorou 56 anos de história e vem se destacando cada vez mais pelo alto nível de qualificação do corpo docente e das modernas instalações. Vamos conhecer mais essa história pelo olhar de seu magnífico reitor, professor Jouberto Uchôa de Mendonça.


TB entrevista Jouberto UchôaFoto: Divulgação

THAIS BEZERRA – A maioria das empresas contratantes de Sergipe já sabe que se o profissional for egresso da Unit, é sinônimo de mão de obra qualificada. Sempre foi assim?
JOUBERTO UCHÔA  – Não foi sempre assim. Foi preciso muita luta e trabalho para que alcançássemos esse patamar. Tudo começou no ano de 1962, há 56 anos, com a criação do Colégio Tiradentes, que foi alçado à faculdade em 1972 e à universidade em 1994. A partir daquele instante, sabíamos que a responsabilidade com a qualidade do ensino só aumentaria, e passamos a ter atuação em quase todos os estados do Nordeste, com a consolidação do Grupo Tiradentes em Alagoas, Pernambuco e Boston, nos Estados Unidos.

TB – Como está estruturado o Grupo Tiradentes?
JU – Hoje, além da Universidade Tiradentes, o Grupo Tiradentes mantém a Faculdade São Luís de França, em Aracaju; o Centro Universitário Tiradentes, em Maceió (AL); e a Faculdade Integrada de Pernambuco, no Recife. Juntas, as instituições ultrapassam a marca de 55 mil universitários. Só na Unit Sergipe há mais de 38 mil alunos em mais de 60 graduações, MBAs e programas de mestrado e doutorado. Acredito que a partir de tantos esforços em prol da qualidade do ensino superior no Brasil e além-fronteiras, com a inauguração do Tiradentes Institute, em Boston, possamos contribuir cada vez mais na qualificação e globalização do cidadão.

TB – Como o senhor disse, a qualidade da Unit tem ultrapassado fronteiras e cada vez mais se posiciona no mundo. De que forma?
JU – Professores e alunos de graduação e pós-graduação da Unit percorrem o mundo, produzem ciência e tecnologia em parceria com renomados pesquisadores, das mais bem conceituadas instituições de ensino superior do mundo, em países como Estados Unidos; Canadá; Portugal; Espanha; França; República Tcheca; Bélgica; Suécia; Alemanha; Itália; Holanda; Colômbia; Peru e Chile. No mercado profissional, talentos formados pela nossa Unit atuam em multinacionais como Google, Volkswagen e Microsoft.

TB – Quais são os projetos relacionados à tecnologia?
JU – Atualmente, estamos com o Google for Education, investindo nos educadores do futuro, capacitando nossos alunos de licenciaturas para que se qualifiquem com o programa de formação Google (certificação internacional que os coloca em pé de igualdade com os de demais países). Estamos preparando ações de inovação como o Inovation Center, um grande empreendimento que em breve inauguraremos no campus Farolândia. A Unit busca colaborar com a história da transformação digital da educação superior.  

TB – A Unit oferece serviços de saúde gratuitos à sociedade e ensino básico a crianças e adolescentes do Bairro Industrial. Como?
JU – Nossos alunos aprendem em sala de aula e em laboratórios de alta tecnologia destinados a cada área de ensino e colocam todo conhecimento em prática em nossa estrutura de extensão universitária, compreendida por: Clínica de Psicologia; Laboratório Central de Biomedicina; Núcleo de Práticas Jurídicas e Centro de Educação e Saúde Ninota Garcia. São atendimentos de saúde gratuitos e de qualidade. Este último, registrado no Conselho Estadual da Educação de Sergipe, já foi destaque nacional na Provinha Brasil (MEC) e foi totalmente revitalizado em junho. Entendemos que a comunidade pode desfrutar desse conhecimento, supervisionado sempre por professores, com muita dignidade. Afinal, os estudantes aplicam, com muito carinho, na prática o conhecimento adquirido em sala de aula. É um orgulho!