13/08/2018 as 10:57

Ecoturismo

Turismo ecológico no Amazonas

O turismo ecológico tem sido cada vez mais determinante para o desenvolvimento dos municípios, a exemplo de Presidente Figueiredo e Anavilhanas, que contam com mais de 100 cachoeiras, grutas e corredeiras que possibilitam a prática de rafting, boia cross, tirolesa, entres outros esportes.


Com uma área territorial de 1.559.161,682 quilômetros quadrados, o Estado do Amazonas, que é banhado pela bacia hidrográfica amazônica, responde por aproximadamente 20% da água doce do planeta e se tornou recordista da maior cobertura vegetal tropical do planeta. É exuberante em questões como manifestações de vida, desde a microscópica até a gigantesca, e vem ao longo dos anos revelando cada vez mais seu potencial para a geração de riquezas por conta de suas diversidades naturais, e pelo contato direto que proporciona com a natureza, o atrativo que se destaca nos roteiros do Amazonas é o ecoturismo. A capital, Manaus, que oferece esse tipo de turismo, oferece aos seus visitantes passeios de barco em grandes rios ou por estreitos igarapés, o contato com a comunidade indígena, além da observação da fauna e da flora nas áreas de proteção ambiental e parques naturais.


O turismo ecológico tem sido cada vez mais determinante para o desenvolvimento dos municípios, a exemplo de Presidente Figueiredo e Anavilhanas, que contam com mais de 100 cachoeiras, grutas e corredeiras que possibilitam a prática de rafting, boia cross, tirolesa, entres outros esportes. Em Presidente Figueiredo, pode-se fazer uma expedição de barco, onde é possível observar santuários de papagaios, redutos de macacos guaribas, cachoeiras e vilas ribeirinhas, durante o percurso. E esse mesmo curso d’água leva ao Parque Nacional de Anavilhanas, um arquipélago com cerca de 400 ilhas e pontos para fazer caminhadas ou observar animais, e até ao Parque Nacional do Jaú, que exige pelo menos dois dias de excursão.


O Amazonas conta com vida cultural intensa e características muito especiais, que se expressam na alegria do povo e nas raízes do folclore regional, com destaque para a segunda cidade mais populosa do Amazonas: Parintins, que em junho realiza os festejos do Festival Folclórico em Parintins, um dos maiores eventos de cultura popular do Brasil, com duração de 3 dias, e atrai turistas do país inteiro. Mesmo com eventos ligados à tradição, a cultura amazonense vem se renovando e se adaptando aos tempos da globalização, sem, no entanto, perder sua essência e o dinamismo.


Com uma área territorial de 1.559.161,682 quilômetros quadrados, o Estado do Amazonas, que é banhado pela bacia hidrográfica amazônica, responde por aproximadamente 20% da água doce do planeta e se tornou recordista da maior cobertura vegetal tropical do planeta. É exuberante em questões como manifestações de vida, desde a microscópica até a gigantesca, e vem ao longo dos anos revelando cada vez mais seu potencial para a geração de riquezas por conta de suas diversidades naturais, e pelo contato direto que proporciona com a natureza, o atrativo que se destaca nos roteiros do Amazonas é o ecoturismo. A capital, Manaus, que oferece esse tipo de turismo, oferece aos seus visitantes passeios de barco em grandes rios ou por estreitos igarapés, o contato com a comunidade indígena, além da observação da fauna e da flora nas áreas de proteção ambiental e parques naturais.


O turismo ecológico tem sido cada vez mais determinante para o desenvolvimento dos municípios, a exemplo de Presidente Figueiredo e Anavilhanas, que contam com mais de 100 cachoeiras, grutas e corredeiras que possibilitam a prática de rafting, boia cross, tirolesa, entres outros esportes. Em Presidente Figueiredo, pode-se fazer uma expedição de barco, onde é possível observar santuários de papagaios, redutos de macacos guaribas, cachoeiras e vilas ribeirinhas, durante o percurso. E esse mesmo curso d’água leva ao Parque Nacional de Anavilhanas, um arquipélago com cerca de 400 ilhas e pontos para fazer caminhadas ou observar animais, e até ao Parque Nacional do Jaú, que exige pelo menos dois dias de excursão.


O Amazonas conta com vida cultural intensa e características muito especiais, que se expressam na alegria do povo e nas raízes do folclore regional, com destaque para a segunda cidade mais populosa do Amazonas: Parintins, que em junho realiza os festejos do Festival Folclórico em Parintins, um dos maiores eventos de cultura popular do Brasil, com duração de 3 dias, e atrai turistas do país inteiro. Mesmo com eventos ligados à tradição, a cultura amazonense vem se renovando e se adaptando aos tempos da globalização, sem, no entanto, perder sua essência e o dinamismo.

Parintins - Somente barcos ou aviões levam a esta que é a segunda cidade mais populosa do Amazonas. Em junho, turistas do Brasil inteiro contribuem para aumentar a multidão local: é quando ocorrem os festejos do Festival Folclórico de Parintins, um dos maiores eventos da cultura popular do País, que retrata a disputa entre os bois-bumbás Garantido (vermelho) e Caprichoso (azul). Durante o espetáculo, com duração de 3 dias, a origem folclórica dos bois e o cotidiano dos habitantes da região são retratados por meio de toadas, danças de influência indígena e grandes alegorias.

Presidente Figueiredo - O município conta com mais de 100 cachoeiras, além de grutas, cavernas e corredeiras, que possibilitam a prática de esportes como rafting, boia cross, tirolesa, rapel e trilhas na selva. Presidente Figueiredo despontou para o turismo de natureza e aventura em razão de sua fartura de águas, selva, recursos naturais, cavernas e cachoeiras são mais de 100 catalogadas.

Anavilhanas - Uma ponte sobre o Rio Negro facilita o acesso por carro a partir de Manaus, mas, uma vez na cidade, um dos melhores programas é sair em uma expedição de barco, que pode passar por santuários de papagaios, redutos de macacos guaribas, cachoeiras e vilas ribeirinhas. O mesmo curso d’água leva ao Parque Nacional de Anavilhanas, um arquipélago com cerca de 400 ilhas e pontos para fazer caminhadas ou observar animais, e ao Parque Nacional do Jaú, que exige pelo menos 2 dias de excursão com pernoite em acampamentos ou em casas de ribeirinhos.

Manaus - Cidade com diversidades culturais e naturais, Manaus oferece aos visitantes passeios de barco em grandes rios ou por estreitos igarapés; o contato com tribos indígenas, comunidades ribeirinhas e variadas manifestações culturais; a observação de fauna e flora da Amazônia; praias e circuitos culturais que incluem museus, teatros, áreas de proteção ambiental e parques naturais. Além disso, o visitante tem a oportunidade de se hospedar em hotéis de selva. Logo, o turismo ecológico tem sido cada vez mais determinante para o desenvolvimento local.

Fonte e Fotos: Ministério do Turismo