10/09/2019 as 18:09

LAZER

Praias brasileiras boas para crianças

Com a proximidade de outubro, o mês dedicado às crianças brasileiras, vale a pena aproveitar as dicas!


Praias brasileiras boas para criançasFoto: Filipe Frazão

As praias de Bombinhas e Laranjeiras (Santa Catarina), Barra do Una,  Lázaro e Domingas Dias (SP),  Ferradura (RJ),  Mucugê e dos Pescadores (BA) e Carneiros (PE) são algumas das praias que oferecem bons espaços para o lazer das crianças. Vale a pena um final de semana de muita alegria. Com a proximidade de outubro, o mês dedicado às crianças brasileiras, seguem as dicas:

Praia de Bombinhas

É uma espécie de península no litoral norte de Santa Catarinense.  É a “queridinha das famílias. Tem intenso, principalmente de dezembro até a Páscoa. Lá, cada carro que entra no município paga uma taxa de acesso. Mas, entre todas as faixas de areia por ali, a Praia de Bombinhas (ou Central) tem a melhor estrutura para crianças. No verão, é melhor chegar cedo pra encontrar um lugar ao sol – hotéis e um resort pé na areia colocam cadeiras na área para hóspedes. No geral, as ondas são mansas.

Praia das Laranjeiras – Balneário Camboriú (SC)

Laranjeiras é uma praia bem-conceituada no Balneário Camboriú.  Mas ela tem uma acachapante vantagem competitiva: é a que melhor recepciona as famílias, qualidade que já aparece na maneira como se chega até lá. O jeito mais convencional é de carro – nesse caso, é a primeira parada da Interpraias, rodovia que liga as praias ao sul de Balneário. Há também a opção divertida de ir em um barco com “piratas” a bordo, que sai da Barra Sul, no extremo sul da Praia Central, e faz uma parada em Laranjeiras.

Barra do Una – São Sebastião (SP)

O Rio Una segue Serra do Mar abaixo e começa a serpentear à medida que se aproxima do Oceano Atlântico. Antes da foz, ele praticamente corre paralelo ao mar, separado apenas por um banco de areia arborizado. É nesse trecho da praia que as famílias se concentram, aproveitando as águas calmas da língua formada pelo encontro entre rio e mar – apesar de belíssimo, o outro canto da Barra do Una tem ondas mais fortes. Só é preciso tomar cuidado com as embarcações que às vezes passam na área. Além de ficar por ali bestando, e brincando no rasinho com a criançada, vale fazer tours de lancha que passam pela Ilha do Montão de Trigo, Ilha das Couves e Três Ilhas, com paradas para mergulho livre. Avistar golfinhos no caminho é muito comum.

Praia do Lázaro e Domingas Dias – Ubatuba (SP)

O cardápio de praias de Ubatuba lista quase 100 opções – e, normalmente, escolher uma requer pesquisa e paciência. Mas a Praia do Lázaro e a vizinha Domingas Dias são hits para quem vai com a filharada. Levemente de tombo, com mar de águas calmas e transparentes, Lázaro tem mais estrutura: barracas de praia, muitas pousadas e comércio efervescente.  Domingas Dias é um dos points mais tranquilos de Ubatuba. O acesso é por um condomínio – a portaria sempre dá passagem – ou por uma caminhada fácil de cinco minutos a partir do Lázaro. Na sua sombreada faixa de areia de meio quilômetro, o que mais se vê são famílias com crianças. E, com sorte, dá para avistar tartarugas marinhas nos costões.

Ferradura – Búzios (RJ)

 

Como o nome já entrega, a orla desta praia vai fazendo um contorno – e de uma ponta dá pra ver a outra quase que de frente. Enseada protegida por longos costões, a Ferradura tem águas tão mansinhas que parece uma lagoa. É um pequeno paraíso infantil, onde a criançada se esbalda nos dias quentes. Nessa espécie de piscinão, se espalham alguns esportes náuticos, como caiaque, stand-up paddle ou windsurfe. E, pasme, até pedalinho…

Praia do Mucugê e dos Pescadores – Arraial d’Ajuda (BA)

Quando a maré está baixa, os recifes das praias de Arraial d’Ajuda formam piscinas naturais com águas mansinhas. Bem próximas ao centrinho do vilarejo, Mucugê e Pescadores (ou nativos e do Arraial, como muitos as conhecem) são bem diferentes, mas formam um bom combo para ir com crianças.

Mucugê é agito puro, com muitas barracas tocando axé music. Caminhando 1 quilômetro pela areia, à esquerda, chega-se à mansidão Praia dos Pescadores, que só não é deserta por causa dos coloridos barcos de pesca ancorados na orla e da Barraca do Nel, famosa pelo arroz de polvo.

Praia do Forte – Mata de São João (BA)

Principal destino do litoral norte baiano, é um lugar sensacional pra ir com filhos pequenos. A extensa praia de 14 quilômetros tem muitas piscinas naturais, água mansa e quentinha, coqueiros a perder de vista, atividades extra praia e três resorts do primeiro time.

Paripueira / Costa Brava – Maceió (AL)

Piscinas naturais são a marca registrada do litoral alagoano, defendida com louvor por praias como Pajuçara e Maragogi. A 40 quilômetros de Maceió, Paripueira também merece lugar nesse pódio. É ali que começa a maior barreira de corais brasileira, que acaba apenas em Pernambuco.

Os recifes ficam a 2 quilômetros da costa e podem ser alcançados em passeios de catamarã.

Praia dos Carneiros – Tamandaré (PE)

É difícil ficar indiferente a uma praia na foz de um rio com água verde transparente salobra – e que tem águas morninhas, piscinas naturais e um vasto coqueiral. Para aumentar a fotogenia da coisa, uma capelinha branca do século 18 – com sorte, você até testemunha um casamento. É um cenário pronto para levar crianças que, munidas de máscara e snorkel, podem passar o dia observando peixinhos coloridos.

Praia do Futuro – Fortaleza (CE)

Saindo da Avenida Beira-Mar, em Fortaleza, 15 minutos depois, você encontrará uma praia com 8 quilômetros de extensão e uma generosa faixa de areia. Trata-se da Praia do Futuro, que tem uma impressionante sucessão de imensas e bem estruturadas barracas de praia ao longo da Avenida Clóvis Arraia Maia (muito conhecida como Zezé Diogo, antigo nome). Essas barracas hoje são o principal motivo para levar crianças até lá. Algumas parecem clubes. O ambiente é bastante animado e se divertem crianças e adultos.

(Com dados de divulgação em redes sociais)