09/05/2018 as 10:38

Produção de motos cresceu 12,2%

Já os emplacamentos cresceram pouco.


Após um 2017 difícil, o setor de motos volta a crescer. Segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), a produção subiu para 259.537 unidades entre janeiro e março, 12,2% a mais do que as 231.381 fabricadas no mesmo período do ano passado.


                                          

“Há tempos não começávamos um ano com um horizonte tão positivo. Isto nos anima e nos deixa confiantes com relação aos indicadores dos próximos meses”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo. A associação acredita que este resultado é uma prova de que o setor está se recuperando e espera fechar 2018 com um resultado 5,9% acima do ano passado, com crescimento sustentável e estoques controlados.

O resultado de março alimenta este otimismo. As fábricas instaladas em Manaus (AM) produziram 94.599 unidades no mês, 13,1% mais do que em fevereiro, quando foram fabricadas 83.632. Em março do ano passado, foram produzidas 82.416 unidades, 14,8% a menos do que neste ano. Uma das justificativas é o crescimento das exportações, que fecharam o trimestre com 23.320 motos enviadas para o exterior, um aumento de 45,4% ante o mesmo período de 2017.

Já os emplacamentos cresceram pouco. Segundo os dados do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), 219.304 unidades foram vendidas no varejo ao longo do primeiro trimestre, um aumento de 4% sobre as 210.970 unidades do mesmo período do ano passado. Março foi um pouco pior na comparação com o mesmo mês de 2017, com 79.320 motos, 4,3% a menos. Mas cresceu 25,9% sobre as 62.991 unidades de fevereiro.