24/05/2018 as 20:35

AUTOAJUDA

Quanto custa manter um carro popular?

O carro é quase um membro da família


Quanto custa manter um carro popular?Jorge Henrique

O carro faz parte da vida das pessoas. Aquele que já tem um, vive buscando condições para fazer a troca por um modelo mais novo ou diferente. Aquele que não tem, busca fazer economias para conseguir alcançar o objetivo de ter a liberdade de ir e vir, na hora que quiser. Seja um carro seminovo, usado ou até mesmo novo, eles estão na lista de prioridades na vida das pessoas.

O carro é quase um membro da família. Ao pensar em adquiri esse bem durável, é preciso levar em consideração que sempre existirão os gastos. É preciso abastecer, pagar os impostos, pagar o seguro, fazer a manutenção. Ao pensar em um carro é necessário entender que ele gera custos e que nem sempre são tão baixos.

Mas diante deste cenário de tantos gastos, é possível pensar em ter um veículo próprio? Sim, é possível, só é preciso planejamento para comprar, manter e vender este carro. Pensar em vender é fundamental, porque o carro não é eterno e como todo bom consumidor, a cada nova compra, surge um novo desejo de progredir e trocar por outro modelo ainda melhor.

Pensando nestes custos, o carro popular seria a melhor solução para este problema? Nem sempre, já que nem todo carro popular é tão barato para manter, e nem todos eles são tão bons de revenda. É preciso pensar na utilidade do veículo e como fazer isso de forma consciente para evitar desperdícios.

É impossível calcular a rota e o tempo exato que o carro ficará ligado e em trânsito. Para economizar é importante que o veículo seja o mais econômico possível. Por exemplo, se você tem um carro seminovo que faz 10 km/l e você roda com o carro 50 km em um dia, acreditando que o litro da gasolina custa R$ 4,00, você gastará para fazer o trajeto R$ 20,00. Se colocar no papel, terá gasto R$ 600,00 por mês só para ir e vir.

Diminuir os trajetos, dividir os gastos do combustível com colegas de trabalho, são maneiras de amenizar os custos. Ainda é preciso pensar que cada trajeto realizado gera um desgaste para o veículo e isso vai incorrer em um valor para pagar a manutenção e troca de peças no decorrer dos meses.