20/09/2018 as 11:26

Mercado

Ford divulga primeiro “teaser” do seu futuro SUV inspirado no Mustang

Mercado de carros elétricos está nos planos da Ford


Ford divulga primeiro “teaser” do seu futuro SUV inspirado no Mustang

A Ford divulgou o primeiro “teaser” do seu primeiro SUV elétrico, com visual inspirado no Mustang e autonomia na faixa de 480 km por carga. Ele é um dos 16 novos modelos elétricos que a marca pretende lançar até 2020 como parte de um investimento de US$11 bilhões, ampliando o seu portfólio para 40 modelos híbridos e elétricos.

O veículo está sendo desenvolvido pelo Ford Team Edison, divisão criada este ano pela marca para cuidar exclusivamente de veículos elétricos. Esse time tem como diretor global Darren Palmer, que entre outros projetos liderou o desenvolvimento da nova geração do Mustang.

“Quem não conhece carros elétricos pode pensar que escolheram o cara errado para liderar o Ford Team Edison, já que sou um entusiasta do Mustang”, diz Palmer. “Mas, como eu e meu time descobrimos rapidamente, a nova geração de carros elétricos é igualmente empolgante – só que diferente. E diferente pode ser bom, muito bom”.

Segundo ele, o mercado de carros elétricos está crescendo de forma exponencial e cada mercado apresenta desafios únicos à sua expansão. “Para ter sucesso no nosso trabalho, temos de desafiar cada verdade e cada processo que desenvolvemos ao longo da carreira. Temos a sorte de ser escolhidos como pilotos do futuro da Ford”.

O conceito inovador de trabalho desse time inclui o local onde ele está instalado, uma antiga fábrica no bairro de Corktown, no coração de Detroit. Ela foi totalmente reformada e tem espaços abertos que favorecem a colaboração. “A grande mudança, porém, está na mentalidade e na liberdade que temos de trabalhar de um modo completamente diferente”, explica Palmer.

A formação multifuncional do time permite que pessoas de áreas como marketing, engenharia e finanças trabalhem juntas desde o início dos projetos, estimulando pontos de vista diferentes.

Outra grande mudança é o foco no consumidor em todo o processo. “Não existe uma grande base histórica de dados sobre veículos elétricos para se consultar e tentar prever o que virá no futuro. O mundo está mudando radicalmente e mais do que nunca temos de escutar para realmente entender nossos consumidores e como eles estão evoluindo”, completa o executivo.