26/10/2018 as 18:00

ENTREVISTA – JORGE ARAGÃO 

“Minha paixão por motos começou na infância”

Nossa entrevista é com um apaixonado por motos, Jorge Aragão. Formado em edificações e em turismo, Jorge se realiza quando está em cima do seu cavalo de aço. É um superfã das duas rodas, principalmente a Ténéré. Leia entrevista a seguir.


“Minha paixão por motos começou na infância”Divulgação

 

 

 

JORNAL DA CIDADE -  Quando surgiu a paixão por motos? E por que Ténéré?

 

JORGE ARAGÃO - Minha paixão por motos, começou muito cedo.... Na infância!

 

Eu tinha um vizinho que tinha uma CB360, sempre que ele ia lavar a moto, eu ficava observando e ajudando, juntamente com seu filho. Um dia, ele me levou para dar uma volta no bairro. Acredito que fui contaminado pelo vírus das duas rodas neste dia! Por que TÉNÉRÉ? Por tudo que o modelo representava para mim...

Desafio, resistência e aventura.  Ela chegou em Aracaju em 1988, a primeira que vi, foi a de Marcelo Santana. A moto era gigante, branca com vermelho, placa AR990. (Até hoje tenho a placa guardada).

Logo depois, essa moto já estava comigo.... Foi um sonho realizado!

 

 

JC - Quantos modelos você já teve? Qual tem agora?

 

JA - Já tive motos de vários fabricantes e dos mais variados estilos: Naked, Custom, Esportiva, Cross, Enduro, Trail e Big Trail.

 

Tive toda a família TÉNÉRÉ, de 250 a 1200

 

Atualmente estou com uma Yamaha XT1200Z, mais conhecida, como: Super Ténéré.

 

JC - Na sua opinião, qual é a melhor idade para se tornar motociclista?

 

JA - Acredito que já nascemos com essa paixão!

 

Mas, se alguém quer ser “Piloto” tem que começar cedo...

 

Seja de Off-road ou Velocidade, a família tem que investir na carreira.

Começando com um curso de pilotagem.

 

JC - Há muita diferença entre o motociclista urbano e o que pega a estrada?

 

JA - Sim, existe uma diferença enorme!

 

O motociclista urbano, geralmente utiliza a moto como meio de transporte na cidade, para fugir do caos do trânsito. Raramente faz uma viagem!

 

Já o motociclista “Estradeiro”, utiliza a moto para viajar....

Alguns viajam para eventos, outros viajam para conhecer seu estado, país e o mundo.

 

JC - Motociclista e motoqueiro?

 

JA - No meu ponto de vista, isso não passa de “Rótulo”.

 

Sempre que alguém reclama quando é chamado de “Motoqueiro”, eu pergunto por que ele não gosta. Simplesmente, esse não sabe responder.

 

Eu sempre cito o link de uma matéria do Instrutor Tite Simões:

 

http://www.motonline.com.br/noticia/motoqueiro-ou-motociclista-e-ponto-de-vista/

 

 

JC - Fale um pouco sobre o projeto Oficina de Pilotagem?

 

JA - O projeto da Oficina de Pilotagem, surgiu em abril de 2016

 

Estávamos encerrando o 3º ERN-PBT, quando um amigo de Salvador me questionou sobre a criação de curso de pilotagem.

 

Depois de algumas pesquisas, finalmente criamos a “Oficina de Pilotagem”.

 

A primeira edição aconteceu nos dias 17 e 18 de dezembro de 2016 em Aracaju.

 

Já realizamos 10 edições, sendo 8 em Aracaju, uma em Maceió e outra em Salvador.

 

Nosso Objetivo é promover a interação do grupo de proprietários de motos Big Trails, abordar as diferentes técnicas e conceitos básicos de pilotagem em estradas não pavimentadas, tais como equilíbrio, aceleração, frenagem (com e sem ABS), subida e descida controladas e posicionamento do piloto.

 

Além da Oficina de Pilotagem, participei de 3 “Nivelamentos” com o Grupamento Especial Tático de Motos (GETAM).

 

JC - Mulheres participam da oficina ou já participaram?

 

JA - Sim, tivemos duas participantes. Uma de Aracaju e outra de Salvador. Ambas curtiram bastante e deram um show de pilotagem!

 

 

JC - Como está o mercado de motocicleta no Brasil?

 

JA - O mercado está se recuperando... O setor reagiu bem no primeiro semestre e registrou um aumento de 6,93% nas vendas, quando foram emplacadas 456.889 motos em comparação com as 427.275 unidades comercializadas no mesmo período de 2017.

 

 

JC - Já pensou em escrever um livro sobre motociclismo?

 

JA - Não, nunca pensei no assunto. Prefiro pilotar e registrar os momentos em fotos!

 

 

JC - Quando irá acontecer a próxima edição da oficina de pilotagem? Quanto custará? Será no asfalto?

 

JA - Para finalizar o ano, teremos duas edições...

 

Dias 26 e 27/10 – Oficina de Pilotagem On-road (Asfalto)

 

Valor da inscrição R$:100,00

 

Dias 24 e 25/11 – Oficina de Pilotagem Off-road para Big Trail’s (Terra)

 

Valor da inscrição R$:200,00