08/11/2018 as 11:41

2019

Novo Jetta chega a Sergipe a partir de R$ 109.990

Comparado com a geração anterior, o Novo Jetta cresce em todas as direções


Novo Jetta chega a Sergipe a partir de R$ 109.990

Novo Jetta já está em Sergipe nas versões Comfortline 250 TSI e R-Line 250 TSI. Nas duas configurações, a motorização utilizada é a 1.4 TSI Total Flex (de até 150 cv e 250 Nm de troque), associada à transmissão automática de seis marchas.
O Novo Jetta é oferecido em seis opções de cor: três sólidas (Branco Puro, Preto Ninja e Vermelho Tornado), duas metálicas (Prata Snow e Cinza Platinum) e uma perolizada (Preto Mystic). O modelo conta com três anos de garantia de fábrica, sem limite de quilometragem, e tem as três primeiras revisões gratuitas.

Exterior
De acordo com a gerente de vendas, Neide Alves, da Maracar Veículos, Novo Jetta é baseado numa Estratégia Modular MQB, o que permitiu que os projetistas criassem um veículo totalmente diferente em comparação à geração anterior. Ou seja, linhas dinâmicas e superfícies bem nítidas dão ao Novo Jetta uma aparência elegante e esportiva. A queda acentuada das linhas na coluna “C” mostra um perfil bem moderno, com ares de cupê“, avalia a gerente.


Comparado com a geração anterior, o Novo Jetta cresce em todas as direções. É mais longo, largo e alto. As proporções exteriores aumentadas significam também mais espaço interno. O Novo Jetta mede 4.702 milímetros (mm) de comprimento – 43 mm maior do que a geração anterior. A largura (sem os espelhos retrovisores) é de 1.799 mm (+21 mm) e a altura é de 1.474 mm (+1 mm). Mas o que mais chama a atenção é o entre-eixos: o Novo Jetta tem 2.688 mm de distância entre as rodas dianteiras e as traseiras – um ganho de 37 mm em relação do modelo anterior. Traduzindo: o Novo Jetta oferece ótimo espaço interno para cinco adultos, com mais conforto para cabeças, joelhos e ombros.


Dianteira. Do lado de fora, o Novo Jetta traz o DNA de Design da Volkswagen, com traços “limpos”, modernos e uma aparência geral refinada. A combinação de uma grande grade dianteira e linhas definidas, com a adição de cromados e iluminação LED conferem sofisticação ao sedã.


O design da dianteira tem ênfase em linhas horizontais. A grade trapezoidal é composta por quatro barras cromadas, duas das quais fluem para as caixas dos faróis, onde os LEDs captam as linhas e as conectam para um efeito diferenciado. Destaque também para o capô, que traz seis linhas de caráter.


Lateral. A silhueta do carro é marcada por suas superfícies bem definidas e amplas janelas. Sob a linha de ombro, no nível das maçanetas, há um vinco que funciona como um rebaixo. Sua superfície afunila na parte traseira, ligeiramente em forma de flecha. As caixas de roda também colaboram para transmitir imponência.


Outros fatores que contribuem significativamente para a aparência esportiva são os balanços dianteiro e traseiro do Novo Jetta. Mesmo mais comprido do que a geração anterior, o novo sedã conta com 896 mm de balanço dianteiro (distância em linha reta do centro das rodas dianteiras até a extremidade do para-choque frontal), isto é, 10 mm a menos. Na parte de trás ocorreu o inverso, o balanço traseiro do Novo Jetta cresceu 16 mm, totalizando agora 1.118 mm. O porta-malas manteve os 510 litros de capacidade e é um dos maiores do segmento.

Traseira. O estilo da seção traseira é definido pelos traços que vão da tampa do porta-malas e se estendem até a linha de ombro, formando uma terminação aerodinâmica da tampa do porta-malas. O defletor (spoiler), que é integrado ao design da tampa do porta-malas, conecta-se com as linhas das extremidades das laterais, enfatizando a largura do sedã. Essa largura também é evidenciada pelas linhas das lanternas traseiras de LED, que conferem ao Novo Jetta uma identidade visual noturna única. Com foco na sofisticação, a parte inferior do para-choque conta com detalhes cromados.

Conjunto mecânico
O Novo Jetta chega ao mercado oferecido exclusivamente com o motor 1.4 TSI Total Flex e transmissão automática de seis marchas (com conversor de torque) com função Tiptronic.


O motor 1.4 TSI é produzido pela Volkswagen na Fábrica de São Carlos (SP) e desenvolve potência máxima de 150 cv (etanol ou gasolina) a 5.000 rpm. Seu torque máximo, de 250 Nm (25,5 kgfm), surge a apenas 1.400 rpm e se mantém plano até 3.500 rpm, com gasolina ou etanol.
A manutenção do alto torque em baixas rotações significa maior sensação de performance para o motorista, respostas rápidas aos comandos do acelerador e segurança em retomadas de velocidade e ultrapassagens. Resumindo: mais prazer ao dirigir.
Com esse conjunto mecânico, o Novo Jetta alia desempenho, conforto e economia de combustível. O sedã Volkswagen acelera de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e tem velocidade máxima de 210 km/h, independentemente do combustível.
Vale ressaltar o sistema Start/Stop de série em todas as versões do modelo. Essa tecnologia desliga o motor durante a marcha lenta quando o pedal do freio é pressionado (por exemplo, quando se espera no sinal vermelho). Quando o pedal do freio é liberado, o motor reinicia sem problemas. Isso se traduz em maior economia de combustível, especialmente no trânsito urbano.