10/01/2019 as 10:58

Veículos

Test Drive Arrizo 5

A pedra no sapato do Cronos e Virtus


Test Drive Arrizo 5Foto: Divulgação

Quando se avalia um carro, as pessoas costumam se interessar pelo desenho e preço. Porém, em se tratando de um veículo chinês, o interesse ganha um viés diferente. Primeiro, por conta da curiosidade pelo desconhecido. Segundo, porque modelos asiáticos estão cada vez mais comuns no mercado automotivo, o que tem instigado os compradores que ainda têm preconceito gerado pela suposta má fama desses produtos.

Uma das marcas de origem chinesa mais conhecidas é a Chery, que, recentemente, teve suas operações brasileiras compradas pelo grupo Caoa e que tem como plano futuro para o mercado brasileiro a venda do sedã Arrizo 5, um seda médio-compacto que quer entrar no segmento que atualmente tem como principais estrelas o Fiat Cronos e Volkswagen Virtus. Em Sergipe, a Guima Motors é a autorizada Chery.

Sem dúvidas, o desenho do Chery Arrizo 5 é um atributo bastante positivo. São linhas esculpidas que trazem um semblante moderno, com detalhes em cromado que entregam bastante distinção. Como costuma acontecer com carros de fabricantes chinesas, o design vai evoluindo tão rápido que é difícil estabelecer uma identidade fixa, por isso custa um pouco para se identificar de qual marca se trata num primeiro olhar.

POR DENTRO

Por dentro, o assunto se polariza. Por um lado, há plásticos duros ao toque e acabamentos com materiais de qualidade sem requinte. Mas, por outro, há tapeçaria em couro sintético e algumas amenidades, como teto solar elétrico, por exemplo. A tudo isso se soma uma tela multimídia de 7 polegadas que permite conexão com smartphone e navegação por GPS. O volante é multifuncional, forrado em couro, e o painel de instrumentos apresenta mostradores clássicos de agulhas e exibe informações do computador de bordo. O sedã conta com câmara de ré, sensores de estacionamento e controle de velocidade em cruzeiro. O porta-malas é grande, com 430 litros de capacidade e as medidas do modelo compreendem 4,57 m de comprimento, 1,82 m de largura, 1,48 m de altura e 2,67 m de entre-eixos.

Toda a gama do Chery Arrizo 5 que vai ser vendida por aqui será impulsionada por um motor 1.5 litro de 115 cv e 14,38 kgfm de torque máximo. Dependendo da versão, há possibilidade de configuração com câmbio manual de cinco marchas ou CVT, que simula sete velocidades. Na China, o sedã tem também a opção do propulsor 1.5 turbo, já usado nos Tiggo 2 e 7, que entrega 146 cv e 21,5 kgfm. Equipamentos como controle de estabilidade, controle de tração, Isofix e freios a disco nas quatro rodas só estão disponíveis na versão de topo, Luxury. Na Argentina, onde já é vendido, o Arrizo 5 tem preços que partem dos 322 mil pesos (cerca de R$ 60,9 mil) e chegam aos 375 mil pesos (ou R$ 71 mil). Ainda não há previsão de valores para o mercado brasileiro, mas devem ser ligeiramente mais baixos que as versões de Cronos e Virtus equivalentes.

DIRIGINDO

O posto de condução do Arrizo 5 possibilita abaixar bastante a poltrona, o que permite encontrar uma posição cômoda para dirigir e oferece boa visibilidade. Um senão fica por conta do volante, que não tem ajuste de profundidade. Nas ruas, a suspensão mesmo emitindo alguns ruídos, funciona bem.

No trânsito urbano, o motor mostra um trabalho condizente e a caixa CVT faz bem o dever de casa. Dirigindo num tráfego fluído, o consumo fica na casa dos 10 km/l. Já em estrada, o modelo se mostra firme, com uma boa sensação atrás do volante, mas falta torque para realização de ultrapassagens. A 120 km/h, a caixa mantém a rotação do motor em 2.500 rpm e proporciona um consumo de 13,7 km/l. Com informações do site Motor Dream.