13/06/2019 as 09:24

Novidade

RAM 1500 que virá ao Brasil tem motor turbodiesel italiano de 264 cv

A picape usa uma versão atualizada do 3.0 V6 turbodiesel que já era aplicado em outros modelos da linha FCA.


O visual da nova RAM 1500 turbodiesel já não era mais mistério, mas a FCA finalmente revelou os detalhes técnicos da versão que chega ao Brasil no final do ano para brigar entre as picapes médias topo de linha. A picape usa uma versão atualizada do 3.0 V6 turbodiesel que já era aplicado em outros modelos da linha FCA.

O propulsor passou por uma série de modificações, como aumento da taxa de compressão, nova turbina, pistões e bombas de vácuo e novo fluxo no cabeçote e sistema de recirculação de gases. O resultado foi de excelentes 264 cv e 66,3 mkgf. Como referência, a Volkswagen Amarok V6, atual líder nestes quesitos no Brasil, chega a 245 cv e 60,1 mkgf com overboost.


A RAM não revelou os dados de consumo, mas adiantou que ele entregará índices acima da média, com menor vibração e ruídos. A capacidade de reboque, característica importante para o mercado norte-americano, também é digna de nota na 1500 turbodiesel: ela consegue puxar mais de 5,7 toneladas.


Por outro lado, não espere uma capacidade de carga impressionante. O alento é que, pelas leis brasileiras, a RAM 1500 obrigatoriamente terá que levar mais de uma tonelada na caçamba para poder usar o motor turbodiesel no país. Levando em conta que a versão V6 a gasolina leva modestas 952 kg — menos do que uma Kombi, a 1500 turbodiesel deverá ser homologada para pouco mais de 1.000 kg de carga.


A RAM não deu mais detalhes, mas a expectativa é que a picape mantenha a opção de câmbio automático de oito marchas e tração 4×4 já oferecidas em outras versões. Outra novidade é que o motor V6 turbodiesel será oferecido em todas as variantes da 1500, incluindo a off-roader Rebel.


Para o Brasil a RAM deve reservar as opções intermediárias da 1500, mas com um pacote de equipamentos generoso. Isso porque a picape irá disputar na faixa de preço de R$ 200.000, acima da Ford Ranger Limited, Volkswagen Amarok V6 Highline e próximo da Toyota Hilux GR-S.

A única picape que disputaria lado-a-lado com a 1500 seria a Mercedes Classe X V6. Com a desistência da produção na Argentina, porém, o futuro da rival alemã é incerto.
Fonte: Quatro Rodas