13/06/2022 as 08:14

ENTREVISTA

‘Com mais experiência, me coloco como pré-candidato a deputado federal’, Nitinho

Nesta entrevista, ele conta que pretende ampliar a sua atuação política e que o seu projeto tem total apoio do partido. Ele falou também sobre sua gestão na câmara de Aracaju

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

‘Com mais experiência, me coloco como pré-candidato a deputado federal’, Nitinho

Após seis mandatos de vereador da capital, Josenito Vitale, o Nitinho, se lança em uma nova empreitada política: é Pré- candidato a deputado federal. Nesta entrevista, ele conta que pretende ampliar a sua atuação política e que o seu projeto tem total apoio do partido. Ele falou também sobre sua gestão na câmara de Aracaju, com destaque para modernização da instituição, melhoria da transparência e realização do concurso público. Sobre política, Nitinho avalia que Mitidieri foi a melhor escolha do grupo para disputar o governo – mas ressaltou que segue tendo uma boa e respeitosa relação com o prefeito Edvaldo Nogueira. Confira na íntegra a entrevista, a seguir.

JORNAL DA CIDADE - HApós seis mandatos de vereador da capital, você coloca seu nome para uma pré-candidatura à Câmara Federal. O que o fez tomar essa decisão?
NITINHO VITALE - Desde o meu primeiro mandato de vereador que minha atuação tem sido no sentido de contribuir com o desenvolvimento de Aracaju. E faço isso baseado no diálogo com a população. Agora, com mais experiência, me coloco como pré- -candidato a deputado federal porque quero ampliar minha atuação além de Aracaju e contribuir também com o desenvolvimento de Sergipe como um todo. Além disso, o Congresso é onde se decidem os rumos do país e, enquanto cidadão que vem de família simples e chegou aonde está por meio de luta e apoio dos amigos, quero colaborar para que tenhamos um Brasil melhor para todos, com mais igualdade e justiça.

JC - Uma das características do modo de fazer política adotado por você é o contato direto com a população. Acredita que isso seja um fator positivo para esta pré-candidatura?
NV - Tenho meus compromissos por conta da função exercida no momento, mas costumo dizer que não sou de gabinete. Gosto mesmo é de estar nas ruas verificando pessoalmente as demandas dos cidadãos para cobrar dos órgãos competentes as devidas soluções. Sempre gostei muito de estar entre amigos, como costumo dizer sempre que faço visitas. Vejo isso como um diferencial e tenham certeza que estando deputado federal isso será mantido. Nos dias que eu estiver em Sergipe continuarei perto da população.

JC - Você já foi candidato a deputado estadual, obtendo uma votação expressiva. Essa sua pré-candidatura a deputado federal não seria um balão de ensaio para mais à frente ser um dos postulantes do PSD à Alese?
NV - Cada eleição tem sua particularidade e para definir qual pré-candidatura seguir é preciso analisar bem o cenário. Eu fiz isso e reafirmo: o vereador Nitinho é pré-candidato a deputado federal nas eleições de 2022. Isso está decidido. Só para não deixar dúvida, aproveito para dizer que já tenho meu pré- -candidato a deputado estadual, que é meu colega de partido Jorginho Araújo. Um jovem experiente, grande administrador, e que é muito importante hoje na política do nosso Estado. Ele tem muito a contribuir com o nosso estado e tenho certeza que vai fazer a diferença estando na Assembleia Legislativa.

JC - Sua pré-candidatura a deputado federal tem o respaldo do seu partido, o PSD?
NV - Desde que entrei na política sou uma pessoa de grupo. Por isso, sempre me coloquei à disposição do meu partido para todo e qualquer desafio. Para o pleito deste ano não foi diferente. Foi a partir do diálogo com o grupo, que é liderado pelo governador Belivaldo Chagas e pelo deputado federal e pré-candidato a governador Fábio Mitidieri, que decidi colocar o meu nome à disposição para a disputa de uma das oito vagas que Sergipe tem direito na Câmara Federal. E tenho recebido todo o apoio do meu partido para a concretização deste projeto. Me sinto muito feliz de fazer parte do PSD, que vem contribuindo muito com o nosso estado através de seus representantes na esfera federal, estadual e municipal. E vai fazer muito mais.

JC - Falando em Fábio Mitidieri, você acredita que o agrupamento acertou ao escolher ele para a disputa do Governo do Estado?
NV - Não é segredo para ninguém que minha preferência sempre foi o deputado Fábio Mitidieiri para ser o nome do agrupamento para a disputa do Governo do Estado. Tenho muito respeito ao prefeito Edvaldo Nogueira, que também estava cotado, e a todos que pensavam diferente de mim, mas neste momento Fábio foi a melhor escolha. É um dos grandes políticos do Estado, pelo trabalho na Câmara dos Deputados e pela relação no dia-a-dia, o trato com as pessoas, fazendo uma política séria e sempre honrando sua palavra. Todo esse histórico contribuiu para que ele conseguisse fortalecer o PSD e, consequentemente, o seu projeto político. Tanto que ele conta hoje com o apoio de mais de 50 prefeitos, inclusive alguns de partidos de oposição, além de uma série de vereadores e lideranças. Somente aqui em Aracaju 19 vereadores apoiam Fábio Mitidieri para governador. Tudo isso é reconhecimento a tudo que ele já fez por Sergipe e ainda vai fazer muito mais.

JC - Essa sua defesa do nome de Fábio Mitidieri afetou de alguma forma sua relação com o prefeito Edvaldo Nogueira?
NV - De forma alguma. Sou aliado do prefeito Edvaldo Nogueira e sempre defendi a sua gestão em meus discursos na Câmara Municipal de Aracaju. Ele vem fazendo uma boa administração e que devolveu a qualidade de vida aos aracajuanos. Inclusive, sempre atuei no parlamento para que os projetos do Executivo fossem votados com celeridade, a exemplo dos pedidos de autorização para garantia de créditos ao município que estão sendo convertidos em várias obras por todas as regiões de Aracaju.

JC - Se ele tivesse sido o escolhido pelo agrupamento teria seu apoio?
NV - Não apenas ele, mas qualquer outro nome. Como eu disse, faço política de grupo e respeito a todos. Edvaldo também é um dos nomes capacitados dentro do nosso agrupamento e se tivesse sido o escolhido teria total apoio. Mas a decisão está tomada e agora estamos olhando para frente e trabalhando para eleger Fábio Mitidieri governador. O próprio Edvaldo está empenhado com este projeto que não é apenas de uma pessoa, mas de todo o agrupamento e, acima de tudo, para Sergipe continuar avançando.

JC - Falando um pouco de sua atuação enquanto presidente da Câmara Municipal de Aracaju, o que você destaca em sua gestão?
NV - Conseguimos desenvolver um trabalho que trouxe muita evolução para o Legislativo Municipal, especialmente no tocante à transparência. Promovemos avanços no Portal da Transparência da CMA, elevando a nota atribuída pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE). Quando assumi a presidência da Casa a nota era 1.2, praticamente no site não havia transparência. Logo no início da minha primeira gestão como presidente, o Portal da Transparência passou pelo processo de modernização e registrou um aumento na avaliação do TCE/SE. Em 2018, subimos para a nota 7.4; em 2019, o portal atingiu a nota 8.6; e em 2020 conquistamos a maior nota registrada, 9.8, o que é um grande avanço para o Legislativo. Em 2021, o Portal da Transparência CMA continuou sendo atualizado e recebeu o reconhecimento nacional na Edição Guia do Parlamento Aberto, da Câmara dos Deputados. Diga-se de passagem, assim como na CMA, quero defender no Congresso essa bandeira, para que o cidadão possa acompanhar melhor tudo que vem sendo feito com os recursos públicos. Quanto mais transparências nas gestões, maior o zelo com o dinheiro público, gerando ainda mais economia.

JC - Essa economia de recursos foi possível na Câmara Municipal de Aracaju?
NV - Temos dado passos significativos para alcançar níveis de excelência em gestão pública na CMA. Implantamos o Projeto Câmara sem Papel, onde todos os documentos tramitam de forma virtual, sem a necessidade do papel impresso, como também a assinatura virtual. A modernização ainda passou pelo setor financeiro, onde todos os processos de pagamentos de despesas têm sido feitos pelo internet banking. Um grande avanço que vem reduzindo impactos financeiros e ao meio ambiente. Temos tanto zelo com os recursos públicos que chegamos a devolver R$ 1 milhão aos cofres da Prefeitura de Aracaju, fruto de ações que geraram economia. Esse dinheiro serviu para ajudar a administração a investir em diversos serviços que beneficiem à população, seja na saúde, na educação, na reforma de praças, no saneamento da cidade, entre outras áreas.

JC - Outra pauta bastante comentada durante sua gestão foi a realização do concurso público para a Câmara de Aracaju. Em que fase está esse processo?
NV - Essa era uma necessidade antiga, uma vez que o último concurso havia sido feito há mais de 30 anos e a maioria dos servidores já está aposentado. Por isso, assumimos o compromisso de realizar o concurso e, para isso, reestruturamos o organograma da casa, atualizando as vagas efetivas à realidade da Câmara atualmente. Por conta da pandemia, tivemos que adiar um pouco isso, mas, graças a Deus, as provas já foram realizadas, o resultado homologado e já iniciamos o processo de convocação dos 52 aprovados, que deve ser finalizado até o final deste ano.

|Por Max Augusto
||Foto: Divulgação