28/04/2021 as 08:26

ATRASO

Falta de doses prejudica vacinação em Aracaju

Ministério da Saúde atrasa envio da CoronaVac, e aplicação da segunda dose é suspensa

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

A aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 está suspensa em Aracaju por falta de imunizante do Instituto Butantan, CoronaVac. Com a suspensão, 11.893 aracajuanos então sem acesso à segunda dose da vacina na capital. O Ministério da Saúde ainda não sinalizou quando enviará novas doses do imunizante para Sergipe.

A Secretaria Municipal da Saúde de Aracaju (SMS) recebeu até o momento 115.010 doses e aplicou 109.107. De acordo com a gestão da Saúde municipal, a suspensão da vacinação referente à D2 ocorre por atrasos no envio do imunizante CoronaVac pelo Ministério da Saúde. “Não há registros de atraso para aplicação da segunda dose da AstraZeneca”, reforça a secretaria.

A suspensão atinge idosos acima de 60 anos de idade, além dos profissionais da saúde, de segurança e de salvamento que aguardam a segunda dose para concluir o ciclo vacinal.

A gestão pede que a população siga respeitando todos os protocolos sanitários de distanciamento social, uso de máscara e higienização das mãos. Para aqueles que já passaram do prazo de intervalo entre a D1 e D2, a infectologista da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Fabrízia Tavares explica que, obedecendo a uma razoabilidade de distanciamento, é possível manter a memória imune capaz de não comprometer os níveis de eficácia. “A recomendação absoluta, até o momento, é que deve ser feita sim a segunda dose das vacinas, mesmo excedendo os 28 dias para CoronaVac e os 90 dias para a AstraZeneca”, reforça a secretaria.

|Por Laís de Melo
||Foto: Divulgação