22/06/2022 as 08:50

COVID-19

SES não discute retorno ao uso obrigatório de máscaras

Na segunda-feira, 20, o Brasil registrou 108 mortes pela Covid-19, totalizando 669.217 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos sete dias é de 141

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

SES não discute retorno ao uso obrigatório de máscaras

Embora diversas cidades e alguns poucos estados brasileiros estejam voltando a cobrar a obrigatoriedade do uso de máscaras contra a Covid-19, ainda que somente em ambientes fechados, como são os casos de São Paulo, Rio de Janeiro e Piauí, em Sergipe essa possibilidade ainda não é cogitada. Há crescimento do número de casos também em Sergipe.

Na segunda-feira, 20, o Brasil registrou 108 mortes pela Covid-19, totalizando 669.217 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos sete dias é de 141. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de 47%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença pelo 11º dia seguido, conforme informações divulgadas pelo G1. Consultado pelo JORNAL DA CIDADE, Marcel Resende, superintendente Especial de Planejamento de Sergipe, reafirmou que há um certo crescimento dos casos de Covid no Estado, as por enquanto não trabalha-se a ideia da volta do uso de máscara, ainda que seja por motivações específicas.

Os dados da Covid-19 apresentaram um aumento recente na quantidade de internações e de casos confirmados na Semana Epidemiológica nº 24 (12 a 18 de junho), com média diária de internações totais chegando a 16 pessoas e com 372 novos casos confirmados na semana. Resende explicou ainda que esses números mostram uma elevação em relação às semanas anteriores, em especial no que diz respeito ao número de internações e de novos casos, que estavam por volta de cinco internados em média por dia e cerca de cem novos casos confirmados por semana. O JC manteve contato com a Secretaria de Estado da Saúde e a sua Assessoria de Comunicação informou que a decisão de liberar ou não o uso de máscara é do Governo, através do Comitê. “Na Secretaria de Estado da Saúde não há nenhuma discussão sobre o retorno da obrigatoriedade do uso da máscara”, disse Eduardo.

O Governo do Estado flexibilizou a utilização do uso de máscaras, em março deste ano. O uso da máscara passou a ser facultativo, mas com recomendações. É recomendada a utilização de máscaras para pessoas com sintomas de resfriado comum, ou síndrome gripal; para pessoas que se expõem ao contato com indivíduos sintomáticos, como profissionais de saúde, trabalhadores de serviço de atendimento ao público, familiares de pacientes sintomáticos e situações correlatas; e para pessoas não-vacinadas contra a Covid-19, ou que receberam imunização incompleta (menos de três doses, quando indicada a dose de reforço).

A SES informou ainda que o uso de máscara é recomendado para pessoas imunossuprimidas; pessoas com idade maior que 60 anos (principalmente maiores que 70 anos), em especial aquelas com doenças crônicas e gestantes. Além disso, a resolução recomenda a utilização das máscaras em locais fechados com aglomeração frequente; em locais abertos quando houver aglomeração e em serviços de saúde.