05/07/2021 as 09:45

CAPA

Tharcísio Luiz Braga sonha com campeonato internacional

Tharcísio Luiz, iniciou no Jiu-jitsu em 1998, são 23 anos de treino, 11 anos na faixa preta, com bastante campeonatos na bonita carreira, onde os mais importantes estão sendo agora

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

Foco, determinação e trabalho é o lema do atleta Tharcísio Luiz Braga, faixa preta, campeão de jiu-jítsu em variados eventos pelo Brasil. Já conquistou mais de 25 medalhas de ouro, e outras tantas em segundo e terceiro lugar, em importantes eventos no nosso país.

No momento, seu sonho é conseguir apoio e patrocínio para participar do grandioso campeonato mundial que acontecerá em Abu-Dhabi, nos Emirados Árabes, neste ano de 2021, representando Sergipe e o Brasil. Aos 14 anos apaixonou-se pelo jiu-jítsu e nunca mais parou, até hoje aos 37. É formado em educação física, ginástica natural, laboral e qualidade de vida. É personal trainer. Concilia com disciplina e fé o seu trabalho e os treinos. 

O Sensei Tharcísio Luiz, iniciou no Jiu-jitsu em 1998, são 23 anos de treino, 11 anos na faixa preta, com bastante campeonatos na bonita carreira, onde os mais importantes estão sendo agora. Esse ano, decidiu lutar pela AJPTOUR, Federação dos Emirados Árabes, onde conquistou o 1° lugar no Brasil na Categoria Faixa Preta Pluma, Master 2 até 62kg e o 3° lugar no mundo, dentre todos os pesos da categoria Preta Master 2. Formado em Educação Física há 13 anos. Especialista em Aulas de Jiu-Jitsu, Treinamento Funcional, Pilates, Mobilidade e Movimentação Livre. Ao elaborar seu próprio treinamento, seus conhecimentos e habilidades ajudam bastante no condicionamento para as lutas.

No dia a dia se esforça bastante para conciliar trabalho, treinos de preparação física, alimentação, suplementação, treino específico e descanso. Hoje, apesar dos apoios, o faixa preta continua lutando em busca de Recursos Financeiros que possa lhe levar até Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes, onde será sediado o evento. Vamos saber sobre o grande sonho do atleta.

TB - Como você conheceu o Jiu-jitsu?
TL - Conheci o Jiu-jitsu através do meu irmão, Tharciano Luiz. Quando eu tinha 14 anos hoje eu estou com 37 e não penso em parar. São muitos anos de dedicação a arte suave, hoje eu consigo fazer com que os meus alunos espelhem-se em mim e dedico-me a passar de uma forma positiva o que que é o jiu-jitsu como disciplina, respeito, humildade. Tudo isso vem de uma base familiar.

TB - Quais as dificuldades que você enfrenta para participar de campeonatos em especial de um campeonato mundial?
TL - São algumas dificuldades que passamos como atleta. Hoje eu tenho que conciliar o meu trabalho, treinamento e minhas viagens para competir, mas o que eu sinto dificuldade mesmo, é o apoio e o patrocínio para que eu consiga realizar o sonho de lutar o Mundial. Geralmente Mundiais de Jiu-jitsu são fora do País. E essa é a primeira vez que eu estou saindo do País para representar o Estado de Sergipe e o Brasil.

TB - Como você enxerga essa nova fase, experimentando um Campeonato Mundial?
TL - Desde quando iniciei o Jiu-jitsu sempre tive vontade de lutar fora do País e conhecer lugares, Cultura e Metodologia. Viajei o Brasil através do jiu-jitsu, e hoje eu estou tendo a oportunidade de lutar fora. Demorou praticamente 22 anos para concretizar o sonho. Minha melhor fase é agora. Tenho convicção que vou conseguir Representar bem o nosso País e nosso Estado Sergip