25/05/2018 as 13:13

Operação

Policiais apreendem mais de 70Kg de drogas em Cristinápolis

De acordo com o delegado, o material tinha como destino o município de Propriá.


Policiais apreendem mais de 70Kg de drogas em CristinápolisFoto: SSP/SE

A Polícia Civil, por meio do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), apresentou na manhã desta sexta-feira, 25, o resultado de uma operação deflagrada nas primeiras horas desta sexta-feira, 25, na entrada de Cristinápolis que resultou na prisão de duas mulheres identificadas como Thayná Silva dos Santos, 22 anos, e Alik Maria Ramalho das Neves, 34 anos, naturais de Aracaju, acusadas pelo crime de tráfico de drogas. Com as mulheres os policiais apreenderam 70Kg de maconha e 5Kg de pasta base de cocaína que seriam comercializadas em Sergipe.

 

Após receberem informação anônima por meio do Disque-Denúncia 181, os policiais iniciaram as buscas com o intuito de impedir que os entorpecentes chegassem ao destino. Segundo o delegado André David, responsável pelas investigações, as equipes policiais iniciaram campana nas entradas do estado já que não se sabia o dia ou o horário que a droga iria chegar.

 

"Recebemos a informação da chegada de uma quantidade de entorpecentes oriunda do sudeste do país mas não sabíamos o dia, hora ou o local. Essa apreensão é mérito da equipe de policiais que diligenciou, entou em campo para filtrar quais os ônibus iriam entrar em Sergipe", destacou o delegado.

 

Ainda de acordo com o delegado, o material tinha como destino o município de Propriá e no momento da prisão Thayná e Alik Maria informaram aos policiais que traziam em duas malas apenas uma encomenda de livros. "Depois de várias tentativas conseguimos obter êxito na abordagem desse ônibus vindo de São Paulo, fizemos a abordagem em Cristinápolis logo na entrada de Sergipe e revistamos mala por mala pois até então não sabíamos com quem estavam essas drogas. Encontramos então com essas duas passageiras 70Kg de maconha e 5Kg de pasta base de cocaína que transformada gera em torno de 16Kg da droga", afirmou.

 

As acusadas, que não possuem passagem pela polícia, serão autuadas pelo crime de tráfico de drogas com pena de 5 a 15 anos de prisão. O delegado André David ressalta ainda que a população teve participação importante para o resultado dessa apreensão. "Quero agredercer porque se a população denunciou é porque confia no trabalho da polícia e estamos divulgando até para incentivar esse tipo de atitude porque a polícia vai e apreende. Essa confiança é de fundamental importância", finalizou.

 

Por SSP/SE