28/11/2018 as 07:42

Vai voltar?

Conselheiro aposentado Flávio Conceição pode buscar Justiça para reaver vaga na corte

Volta pode ser motivada devido à extinção do processo em que estava sendo julgado por envolvimento na chamada Operação Navalha.


Vai voltar?
Com a extinção do processo em que estava sendo julgado por envolvimento na chamada Operação Navalha, o conselheiro aposentado Flávio Conceição pode buscar a Justiça para reaver a sua vaga na corte. Com isso, o conselheiro Clóvis Barbosa poderia ser exonerado, para dar lugar a Flávio. Clóvis foi nomeado após o afastamento de Conceição para a vaga que era ocupada por ele.

Novas eleições
Uma ação que pode anular as últimas eleições realizadas em Sergipe pode significar um verdadeiro trauma no Estado. Isso porque o governador Belivaldo Chagas (PSD) foi reeleito por uma esmagadora maioria de votos, bem acima dos percentuais vistos nos pleitos anteriores.

Muda tudo
Aliás, a possibilidade de um novo pleito, sem a participação de Belivaldo, mudaria completamente a correlação das forças políticas em Sergipe. Seria tudo zerado. E vale lembrar: em caso de nova eleição, a vice-governadora eleita Eliane Aquino (PT) poderia ser candidata, já que o Ministério Público Eleitoral (MPE) não pediu a sua inelegibilidade.

Docinho de leite
Está comprovado: um docinho de leite não faz mal a ninguém. A não ser que você seja diabético.

Réveillon

O prefeito Edvaldo Nogueira convida para o anúncio da programação do Réveillon 2019. A solenidade acontece hoje, às 9 horas, no auditório do Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos.

Pagando
O décimo terceiro salário dos servidores públicos da ativa, aposentados e pensionistas do Estado de Alagoas será pago no dia 15 de dezembro. O anúncio foi feito pelo governador Renan Filho (MDB), no começo da noite desta segunda-feira, 26, em uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

Como foi
Em comentário bem humorado, ontem, um político recém eleito explica como se deu o processo de eleição dos senadores Delegado Alessandro e Rogério Carvalho. Disse ele: Valadares pedia voto para ele, primeiro, e apresentava como segunda opção Alessandro; André Moura pedia votos primeiro para ele e indicava a segunda opção qualquer um, podendo ser até mesmo o delegado; e Jackson Barreto pedia voto para si e recomendava ao eleitor qualquer um outro, menos Rogério. O eleitor, então, com raiva de JB votou em Rogério e atendendo a orientação dos demais candidatos foi “de com força” em Alessandro. Parece coisa de ficção, mas pode ter acontecido.

Opção 2020
Amigos do deputado federal Valadares Filho (PSB) apostam que ele disputará a Prefeitura de Aracaju ou de Simão Dias em 2020. Mas em 2022 estará no páreo por uma cadeira na Câmara Federal.

Sob nova direção 1
O Conselho Deliberativo do Sebrae em Sergipe definiu os membros que irão compor a Diretoria Executiva do órgão para o quadriênio 2019/2022. Paulo do Eirado Dias Filho assumirá a Superintendência do órgão, enquanto Emanoel Sobral e Eduardo Prado Oliveira Júnior ocuparão as diretorias Técnica e Administrativo-Financeira, respectivamente. O empresário Marcos Pinheiro, por sua vez, ocupará a presidência do Conselho Deliberativo.

Sob nova direção 2
Os empossados foram eleitos por meio de um consenso entre as 15 entidades que compõem o Conselho. Com a posse dos novos representantes, deixam de integrar a direção da entidade Marcelo Barreto, que respondia pela Diretoria Técnica, e Gilson Figueiredo, que presidiu o Conselho Deliberativo durante os últimos quatro anos. Para o Conselho Fiscal, foram eleitos Epifânio Fontes de Góes, Anselmo de Oliveira e Valdemir Alves de Oliveira (titulares), Raildo Vieira Menezes, Élida Maria Cândida Pereira e Mônica Marques do Nascimento (suplentes).

Ação eleitoral 1
Ontem, na coletiva de imprensa, a procuradora regional eleitoral Eunice Dantas revelou que ainda há possibilidade de mais ações eleitorais. “Temos que concluir até a data da diplomação, mas no momento não podemos falar. A gente não costuma falar de quem está investigando. Existem algumas que podem ser procedentes ou não”, disse.

Ação eleitoral 2
Na oportunidade, Eunice também acrescentou que nas ações de Talysson de Valmir (PR) e de Belivaldo Chagas (PSD) não foram colocados candidatos que estavam acompanhando durante as ações. “Não foram, pois não estavam acompanhando sempre. Em cada local, por exemplo, estavam os políticos da região. Não dá para fazer esse levantamento”, finalizou.


Nas redes
Eunice Dantas detalhou que boa parte das investigações foi feita na Agência Sergipe de Notícias, administrada pelo governo de Belivaldo Chagas. “E também pelos registros do Facebook. Eles citam as pessoas que estavam presentes. Por isso, só foi colocado o governador porque ele estava presente em todos os atos. Se fosse um evento só, por si só, não caracteriza o abuso. Mas todos os eventos estavam na Agência”, comentou.

Ordens de serviço
Ainda com a imprensa, Eunice afirmou que as ordens de serviço não necessariamente precisam ser assinadas pelo governador. “Podem sim ser feitas pelo secretário responsável pela pasta. Foram mais de 50 ordens de serviço. Não justifica o governador sair em diligência, praticamente em uma semana, pelo interior fazendo só isso”, pontuou.

Pode?
Para esta coluna, Eunice também comentou a situação de Luciano Bispo (MDB) referente à diplomação no dia 17 de dezembro. “Foi só o registro da candidatura. Diferente dos outros casos que tiveram os registros deferidos. Luciano está indeferido! No entender do MPE, ele já não pode ser diplomado. Mas ainda há uma discussão jurídica se precisa que terminem os embargos no TSE para ser diplomado”.